Clipping

Cosan/Casale: aumento significativo na produção de açúcar deve manter preços globais pressionados

Postado em 1 de Junho de 2020

O gerente executivo de Relações com Investidores da Cosan, Phillipe Casale, afirmou que o aumento significativo na produção de açúcar deve manter os preços globais pressionados nas bolsas internacionais no curto e médio prazo. Em teleconferência com investidores para divulgação de resultados da companhia, o executivo disse também que a Raízen Energia continua com a estratégia de fixação de preços de açúcar, que estão sendo favorecidos pela desvalorização do real ante as moedas estrangeiras.

A Raízen avançou com um hedge de 80% do açúcar a ser exportado na safra 2020/21 e de 40% do açúcar para a safra 2021/22, disse Casale. “Apesar da queda nos preços nas bolsas internacionais, os valores em reais têm nos dado boas oportunidades”. Do ponto de vista global, o açúcar brasileiro está ganhando competitividade no mercado, ressaltou o executivo, especialmente com as perspectivas de queda nas produções da Índia, Tailândia e União Europeia. Em relação ao etanol, Casale afirmou que o volume de vendas caiu nas últimas semanas de março, mas o preço médio de venda subiu refletindo o maior volume exportado e o hedge realizado pela companhia.


Fonte: Broadcast Agro