Clipping

Credores aprovam novo plano de recuperação da Abengoa Bioenergia

Os credores da Abengoa Bioenergia, braço sucroalcooleiro da espanhola Abengoa, aprovaram o plano de recuperação judicial de quatro negócios da companhia, que prevê a venda da Usina São Luis, localizada em Pirassununga (SP). Conforme o Valor apurou, já há pelo menos uma empresa interessada em apresentar uma proposta no leilão da unidade.

A usina tem capacidade para moer 3,4 milhões de toneladas de cana por safra e produzir 275 mil toneladas de açúcar, 36 milhões de litros de etanol anidro, 99 milhões de litros de etanol hidratado e 48 megawatts (MW) de potência de venda de energia para o sistema elétrico.

O plano também prevê a destinação aos credores de parte dos precatórios que a holding ASA Bioenergy tem a receber referente aos processos contra o IAA e aos que ela espera receber em processo contra a política de preços da Petrobras durante o governo Dilma.

O plano aprovado compreende a recuperação dos créditos da Abengoa Bioenergia Brasil, da Abengoa Bioenergia Santa Fé, da Abengoa Bioenergia Agroindústria e da Abengoa Bioenergia Trading Brasil.

O plano não abarcou o negócio Abengoa Inovações, cujo principal credor é o China Construction Bank (CCB), que tem R$ 7 milhões a receber dessa empresa. A Abengoa terá que apresentar um plano de recuperação separado para esse negócio, que deverá ser votado em 30 dias. Conforme apurou o Valor, a sucroalcooleira precisará negociar diretamente com o banco chinês, já que o voto da instituição será fundamental para a aprovação ou não do plano.

A Abengoa Bioenergia acumula dívidas de mais de R$ 1 bilhão e entrou em recuperação judicial há quase dois anos.

 


Fonte: Valor Econômico