Clipping

Custos de produção atualizados para cana-de-açúcar, inhame, cará e caprino e ovinos em PE

Postado em 22 de Março de 2021

No próximo dia 26/03, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) conclui a atualização dos custos de produção para cana-de-açúcar, inhame, cará e caprino e ovinos em Pernambuco. As bases geográficas para o levantamento serão: para a cana-de-açúcar, o município de Ribeirão (Zona da Mata Sul); para caprinos e ovinos, o município de Dormentes (Sertão); e para o cará e o inhame, o município de Bonito (Agreste).

O estudo dos custos de produção visa subsidiar diversos programas executadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), bem como direcionar estratégias e políticas de governo voltadas para a garantia de renda e para a segurança alimentar das populações rurais brasileiras. Acompanhe aqui os levantamentos dos custos de produção agrícola.

Produtos e região pesquisados nesta etapa -- A cana-de-açúcar é uma cultura essencial histórica e socioeconômica em Pernambuco. O estado é o 2º maior produtor no Nordeste, com dezenas de usinas que fabricam açúcar e derivados e geram milhares de empregos diretos e indiretos.

Já a produção de inhame e cará tem seu valor expresso na tradição agrícola e de culinária local. Pernambuco é o maior produtor e um dos grandes consumidores destes tubérculos. Atualmente, a produção é realizada principalmente pela agricultura familiar.

No segmento da agropecuária, a caprinovinocultura caracteriza-se como a produção mais pujante do Sertão Pernambucano, adequando-se ao agroecossistema do semiárido. A baixa necessidade de capital inicial, a capacidade de acumulação de renda em pequena escala e o elevado potencial de geração de ocupações produtivas tornam esta produção essencial para a garantia de renda e para a segurança alimentar na região. 

 


Fonte: Conab - retirado do Portal Notícias Agrícolas