Clipping

Custos sobem e ameaçam viabilidade de canavicultura no Estado de São Paulo

O índice dos custos de produção de cana-de-açúcar subiu 20% na safra 2016/17 no Estado de São Paulo, comparando-se com a temporada 2007/08, conclui estudo do Pecege Projetos.  

A alta é relacionada a reajustes de preços de itens que compõem o cálculo do índice, como fertilizantes, defensivos agrícolas, diesel, mão-de-obra, entre outros. “Outro fator de impacto neste cenário foi a diminuição na produtividade do setor no período, o que acabou concentrando os custos em uma menor quantidade de cana produzida”, explica o pesquisador do Pecege João Moraes. 

Ainda segundo o estudo, tanto a produtividade em t/ha como a produção de ATR (kg ATR/t) vêm caindo nos últimos anos. No mesmo comparativo entre as safras 2007/08 e 2016/17, a queda foi de 4% e 10%, respectivamente. Tal comportamento se justifica, principalmente, pelo envelhecimento dos canaviais. 

Para os pesquisadores do Pecege, o cenário é alarmante. Como o preço pago ao fornecedor não tem sofrido grandes alterações ao longo do tempo, com exceção de alguns anos atípicos, há uma tendência de estrangulamento nas margens. “A consequência é a dificuldade de permanência do produtor no setor, que passa a avaliar possibilidades em atividades que se apresentam mais atrativas”, completa o pesquisador.


Fonte: Pecege