Clipping

Daoud: ‘Queda do petróleo inviabiliza setor de etanol de milho’

Postado em 13 de Abril de 2020

Nesta sexta-feira, 10, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados chegaram a um acordo para reduzir a produção coletiva em mais 10 milhões de barris por dia

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados, que incluem a Rússia, confirmaram nesta sexta, 10, que chegaram a um acordo para reduzir a produção coletiva de petróleo em mais 10 milhões de barris por dia. A decisão aconteceu após as nações concluírem uma reunião virtual de mais de 11 horas.

O acordo, que vem num momento em que a pandemia do novo coronavírus tem prejudicado a demanda por petróleo, prevê que o corte fique em vigor por dois meses, a partir de 1° de maio.

O comentarista do Canal Rural Miguel Daoud avalia que as recentes quedas no preço do petróleo é ruim para o setor de biocombustíveis do Brasil.

“Isso acaba inviabilizando setor que investiu muito, como etanol de milho em Mato Grosso. O etanol a partir da cana e o açúcar também são prejudicados”, diz.


Fonte: Canal Rural