Clipping

Depois de seis recordes seguidos, preço da gasolina baixa levemente

Segundo a ANP, litro do combustível é vendido no país a 4,723 reais em média

O preço da gasolina caiu levemente na última semana, após estabelecer seis recordes de alta consecutivos. Segundo relatório divulgado nesta segunda-feira, 8, pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), o preço médio do litro da gasolina no país está 4,723 reais, pouco abaixo do registrado na medição anterior – de 4,675 reais.

Antes dessa sequência de recordes, a máxima histórica alcançada pelo combustível havia sido em junho, como reflexo da greve dos caminhoneiros. À época, o litro chegou a custar 4,614 reais.

Na última semana, a Petrobras baixou preço, o que fez o combustível chegar às refinarias abaixo de 2 reais. A estatal estabeleceu o preço por litro em 1,9855 na terça-feira, 24. A empresa manteve o valor para esta terça, 30.

O maior valor para o combustível foi encontrado na região Norte, onde um posto vende o combustível por 6,290 por litro. A mínima, por outro lado, foi registrada no Sudeste, a 3,969 por litro. Na média, a região que se destaca pelos menores preços é o Sul. A ANP indica que o valor médio na região está em 4,630 reais por litro. No Norte, por outro lado, a média é de 4,849 reais por litro, e coloca a região como a mais cara do país.

Diesel e etanol
O diesel e o etanol, por outro lado, continuam abaixo de suas máximas históricas. A média de preço do combustível produzido a partir da cana de açúcar foi de 2,983 reais, acima dos 2,867 da semana anterior. Assim, na média, um litro de etanol custa o equivalente a 63,2% de um litro de gasolina. Em abril, o etanol chegou a valer 3,055 reais por litro.

Estopim da crise dos caminhoneiros, o diesel está custando, em média, 3,721 reais por litro – acima do valor registrado na semana anterior, de 3,667 reais por litro. A máxima para o combustível foi registrada em maio, quando chegou a valer, em média, 3,828 reais por litro.


Fonte: Revista Veja Online