Clipping

Diferença entre o preço mínimo e máximo da gasolina cai a 37,2% em março

Depois da forte instabilidade registrada durante a greve dos caminhoneiros, entre maio e junho do ano passado, o preço da gasolina está mais estável no País. No mês passado, a diferença entre os valores mínimo e máximo do combustível foi de 37,2%, segundo levantamento da ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.

Os valores mais baixos, de R$ 3,79 por litro de gasolina comum, foram registrados em São Paulo, Pernambuco e Tocantins, e os mais altos, de R$ 5,20, em Minas Gerais, Bahia, Amazonas e Rio de Janeiro. Há quase um ano, quando a paralisação dos caminhoneiros foi deflagrada, a diferença chegou a 99,8%.

Etanol e diesel

No caso do etanol, a diferença entre os valores mínimo (R$ 2,51) e máximo (R$ 4,44) em março foi de 76,9%. Os preços do diesel, por sua vez, tiveram variação de 84,7% – o menor valor encontrado no levantamento foi de R$ 3,15 e o mais alto, de R$ 5,82. A ValeCard não incluiu esses combustíveis no levantamento realizado durante a greve dos caminhoneiros.

 

 


Fonte: Broadcast