Clipping

É bem-vindo o lançamento de herbicida para cana para épocas seca, semisseca e semi-úmida

Os canaviais da Usina Atena, localizados na região paulista de Presidente Prudente, foram implantados em áreas anteriormente ocupados por pastagens. Dessa forma, a pressão do banco de sementes de plantas daninhas é enorme. Segundo o superintendente da unidade, Cássio Paggiaro, as três principais espécies infestantes são as brachiárias, capim-colchão e capim-colonião. “Temos uma preocupação muito grande com essa mato-competição, que pode dizimar a produtividade dos talhões.”

Segundo Paggiaro, a soca seca é a principal lacuna da safra. “Em nossa região, por exemplo, já começamos o ciclo com umidade mais baixa, clima que perdura até o final de setembro.” Por isso, o profissional aprovou do lançamentodo Provence Total, novo herbicida da Bayer CropScience para o setor canavieiro nacional.

A solução consiste na união dos principais produtos da companhia para a cana-de-açúcar – Alion (Indaziflam) e Provence (Isoxaflutole). O herbicida tem efeito de controle integrado nas plantas daninhas tipo Carrapicho, Leiteiro, Camalote, espécies de digitarias, brachiárias e diversas folhas largas.E oferece a possibilidade de uso em áreas de soca do tipo seca, semisseca e semi-úmida. Para Paggiaro, essa característica fará com que o produto seja um grande aliado da Usina Atena.

Prestes a iniciar a safra, a Usina Atena acredita que o próximo ciclo será 4% mais produtivo do que a safra 2018/19. Porém, deverá ser 8% menor do que as primeiras estimativas indicavam.

 


Fonte: CanaOnline

Faça um comentário

*Nossa equipe avaliará seu comentário e poderá retirá-lo do site sem nenhum aviso prévio