Clipping

Em audiência com secretária Renata Isfer, setor de biodiesel assegura oferta para o B12

Postado em 13 de Dezembro de 2019

Representantes do setor de biodiesel estiveram no último dia 11, com a secretária de Petróleo, Gás e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia, Renata Isfer, para agradecer o trabalho do ministério a favor da agenda dos biocombustíveis e alinhar o que ainda precisa ser feito para que o B12 – a mistura de 12% de biodiesel no diesel – comece a valer em março com tranquilidade

O presidente da Frente Parlamentar Mista do Biodiesel, deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS), destacou que o setor está pronto para atender ao aumento do B11 para B12 e que é preciso dar segurança para as indústrias, que fazem investimentos e adquirem as matérias-primas com antecedência.

Já o diretor superintendente da Ubrabio, Donizete Tokarski, apresentou os dados do último leilão bimestral de biodiesel, o L70, realizado para abastecer o país em janeiro e fevereiro do ano que vem.

“No último leilão, a demanda foi de aproximadamente 1 bilhão de litros e a oferta foi de 1,2 bilhões de litros, ou seja, foram ofertados 200 milhões de litros a mais. Para o próximo leilão (L71) a demanda deve ser de 1,159 bi e as entidades do setor garantem que vamos ter uma oferta de aproximadamente 1,350 bi. O B12 está seguro”.

O L71 acontecerá em fevereiro para abastecer o país em março e abril de 2020, quando já estará valendo o B12, de acordo com o cronograma do Conselho Nacional de Política Energética.

RenovaBio

“O RenovaBio vai provocar uma revolução na produção agrícola”, destacou o superintendente da Ubrabio. Segundo ele, ao monetizar a eficiência na produção, o RenovaBio vai mudar o comportamento do agricultor. “O agricultor vai perceber que o vizinho está ganhando mais dinheiro por fazer um processo mais sustentável e vai buscar se modernizar para poder ganhar mais também. O mesmo vai valer para as indústrias”.

 


Fonte: Ubrabio