Clipping

Empresa brasileira que produz proteína para cana recebe aporte

Postado em 25 de Novembro de 2019

A subsidiária brasileira da americana Plant Health Care, fundada em 2018 com foco em uma solução para o aumento de produtividade das lavouras de cana-de-açúcar, recebeu aporte de 2,3 milhões de libras esterlinas do braço de venture capital do Ospraie Management, companhia de gestão de investimentos sediada em Nova York.

A Plant Healt Care, que tem capital aberto na bolsa de Londres, faturou US$ 1,1 milhão no ano passado com base na comercialização da proteína Harpin, ativadora do metabolismo natural das plantas, que visa estimular o crescimento de suas raízes e a absorção de nutrientes.

Na safra 2018/19, o produto foi aplicado em cerca de 20 mil hectares, de 200 produtores. Os primeiros testes no Brasil, da tecnologia desenvolvida pela Universidade de Cornell, nos EUA, se deram em áreas da Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo (Coplacana), que hoje é parceira da Plant Healt Care e revendedora da Harpin.

O aporte recém-recebido será direcionado à ampliação do mercado da 2ª geração da proteína no setor canavieiro e à expansão para outras culturas. O processo de registro da 3ª geração da Harpin tramita, no momento, no Brasil e nos EUA.


Fonte: Nova Cana - retirado do Portal SIAMIG