Clipping

Entenda como a broca-da-cana pode impactar a produtividade

Postado em 16 de Outubro de 2020

Produtor deve estar atento ao manejo preventivo de pragas e doenças para não ter maiores perdas

Os recentes registros de escassez hídrica nas regiões de cana-de açúcar já apontam para uma possível redução na produção do cultivo no ciclo 2020/2021, em comparação à temporada anterior. O estado de São Paulo, principal região para a cultura, deve somar 335,5 mil toneladas, sinalizando diminuição de 2,1%, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Neste cenário, o produtor deve estar atento ao manejo preventivo de pragas e doenças para não ter maiores perdas em produtividade durante a safra.

Para a pesquisadora do Centro de Cana do Instituto Agronômico (IAC), Leila Dinardo, com a previsão do retorno das chuvas nas regiões centro-sul, os canaviais podem ser afetados pelas incidências da broca-da-cana (Diatraea saccharalis) e da cigarrinha das raízes (Mahanarva fimbriolata), que podem impactar consideravelmente a rentabilidade do agricultor. Dados levantados pelo CTC (Centro de Tecnologia Canavieira) reforçam esta importância. Apenas a broca está presente em 67% das lavouras e, caso o controle não seja feito de forma adequada, as perdas podem chegar em 1,21% na produção do cultivo - para cada 1% de Índice de Intensidade de Infestação Final da praga. No caso da cigarrinha, apenas uma ninfa presente por metro de cana cultivada, quando em sua 3° geração, pode atingir de 2 a 3 toneladas da cultura por hectare.

Para mitigar os impactos das lagartas da broca neste ciclo, algumas ferramentas são fundamentais, como: conhecer o período de infestação, as metodologias para monitoramento, o comportamento da praga e a reação ao ataque pelas variedades de cana. "Para o controle da broca, é essencial que o produtor vá além da aplicação do inseticida. As estratégias de manejo a serem adotadas, tanto no uso de biológicos, quanto os químicos, serão altamente dependentes do monitoramento, que deve ser iniciado a partir do segundo mês de desenvolvimento da cana, após o plantio ou após o corte da cana", conclui a pesquisadora Leila Dinardo.

A PESQUISADORA LEILA DINARDO E OUTROS CONVIDADOS ESPECIAIS ESTARÃO NO 16º INSECTSHOW. DESCUBRA COMO COMBATER A BROCA DA CANA E TODAS AS OUTRAS, NO MAIOR EVENTO SOBRE PRAGRAS DA CANA DA AMÉRICA LATINA. 

EVENTO 100% ONLINE E GRATUITO! INSCREVA-SE ABAIXO!


Fonte: Agrolink