Clipping

Estouro de barragem em MG afeta 180 pequenos agricultores

Pelos menos 180 pequenos agricultores foram afetadas pelo rompimento da barragem na Mina Córrego do Feijão, pertencente à Vale, em Brumadinho (MG), na sexta-feira (25). O número de mortes confirmadas em consequência do desastre subiu para 37 e mais de 250 pessoas estão desaparecidas.

“Como todo o governo, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, está tomando medidas para diminuir o sofrimento e as perdas do desastre em Brumadinho. São 180 os pequenos agricultores afetados. A hora é de solidariedade e ações de apoio”, informou o Ministério da Agricultura, em sua conta no Twitter.

Cenas exibidas pela Globonews mostram cerca de 10 bovinos perdidos perto do local do rompimento da barragem da Vale. Tudo indica que boa parte do rebanho da região, estimado em 15 mil cabeças pelo IBGE, também tenha sido atingido pelo mar de lama. O número de vacas ordenhadas em Brumadinho é de apenas 3 mil cabeças.

O município mineiro tem uma área agrícola estimada em 300 hectares. A maior parte (168 hectares) é destinada ao cultivo de cana-de-açúcar. Há também culturas de feijão, batata doce, milho, tomate e mandioca.

Brumadinho é conhecido pelos seus alambiques artesanais e faz parte da Rota da Cachaça.

Produção agrícola de brumadinho

Batata-doce – 5 hectares

Cana-de-açúcar – 168 hectares

Feijão – 5 hectares

Milho – 60 hectares

Tomate – 5 hectares

Mandioca – 40 hectares

Bovinos – 14.383 cabeças

Vacas ordenhadas – 3.060 cabeças

Bubalinos – 202 cabeças

Suínos – 9.880 cabeças

Mel de abelha – 2.160 kg

 

 

 

 


Fonte: IBGE - retirado do site AGROemDIA