Clipping

Estudo aponta que produtividade agrícola tem média entre 74,2 e 75,6 TCH na região Centro-Sul do país

Postado em 23 de Agosto de 2019

Parceria entre PECEGE Projetos e Sistema TempoCampo realiza estudo sobre panorama de clima, produção e mercado sucroenergético

As projeções do Sistema TEMPOCAMPO indicam que a produtividade média da região Centro-Sul do país deverá variar de 74,2 a 75,6 toneladas de cana por hectare (TCH), considerando os cenários pessimista e otimista, respectivamente.

As maiores produtividades são esperadas na região de Ribeirão Preto, variando de 80 a 85 TCH. Já as menores produtividade da região Centro-Sul devem ocorrer no noroeste do Paraná, onde a média deve variar de 61 a 65 TCH.

Até o dia 16 de junho a quantidade processada é cerca de 4,1% menor que a do mesmo período na safra passada.

A produção de cana-de-açúcar para Centro-Sul para safra 2019/20 deverá variar de 559 a 570 milhões de toneladas nos cenários pessimista e otimista, respectivamente.

A queda no preço da gasolina nos últimos dias não impediu que o preço recebido pelos produtores do biocombustível se elevasse em julho que ainda é negociado com um prêmio sob o valor do açúcar de Nova York.

No cenário atual parece mais plausível que mudanças no mercado do adoçante possam inverter a paridade dos preços do que novas quedas do concorrente fóssil.

Mesmo com a redução na produção de açúcar indiana ainda deverá ocorrer superávit no balanço de oferta e demanda doméstico do país. Mesmo com fundamentos apontando para uma alta no curto e médio prazo o comportamento dos preços parece não convergir para tal.

O preço médio do ATR para a safra 19/20 deverá permanecer entre 0,6603 R$/Kg e 0,5881 R$/Kg com 95% de confiança. A previsão média é de 0,6174 R$/Kg.

 


Fonte: CanaOnline