Clipping

Exportação de açúcar refinado no último mês de agosto foi 155,6% maior que agosto de 2019

Postado em 14 de Setembro de 2020

Já as exportações de açúcar bruto o aumento, em comparação com agosto do ano passado foi de 114,7%. Indonésia e China são os maiores compradores

A Secretaria de Comércio Exterior (Secex) publicou as exportações do agronegócio do mês de Agosto/20. O conjunto do agronegócio exportou USD 8,9 bilhões no mês, 7,8% acima do mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano somou USD 69,6 bilhões, 8,3% frente ao mesmo período do ano anterior.

Em relação aos preços em USD, o mês foi estável apenas para carne suína in natura (0,4%) e soja em grãos (0,5%) em relação a ago/19. Os maiores ajustes negativos foram a celulose (-28,1%) Fumo (-27,5%), suco de laranja FCOJ (-23,2%) e o etanol (-20,7%) frente ao mesmo período do ano anterior. Vale ressaltar que no mesmo período, o Real frente ao Dólar se desvalorizou 45,3%.

Em relação aos volumes exportados, os destaques foram novamente para os adoçantes: açúcar refinado (155,6%), açúcar bruto (114,7%) e também o algodão (125,4%) quando comparados a Ago/19. Os volumes do açúcar bruto e os do algodão têm sido catapultados em função da demanda asiática para formação dos estoques, sendo os principais responsáveis a Indonésia e a China

Em relação às proteínas animais, o câmbio desvalorizado e redução da produção na china explica o crescimento de 79% no volume embarcado de suínos. Do mesmo modo, a carne bovina aumentou o volume em 20,8% em relação à ago/19. Contudo, os preços em USD não conseguiram manter o mesmo ritmo, ficando em 4% abaixo do mesmo mês do ano anterior.

Para o setor de aves, enquanto os preços em USD recuaram 19%, o volume de carne de frango in natura embarcado foi de 348 mil toneladas, aumento de 2,1% frente a ago/19. Em relação ao café verde, foram 3,2 milhões de sacas embarcadas para o mercado externo, aumento de 1,3% frente ao mesmo mês do ano passado.

No tocante aos preços, o grão perdeu 2,1% em relação a ago/19. Ainda com volumes robustos e com bons preços em Reais, o complexo soja se destaca com o volume exportado de 6,23 milhões de toneladas, 24,6% superior ao embarcado em Ago/19. Já em relação aos preços em USD, estes permaneceram estáveis frente ao mesmo período do ano anterior. Os embarques do milho somaram 6,48 milhões de toneladas em agosto, volume 11,4% inferior ao mesmo mês no ano anterior. Em relação aos preços, estes apresentaram uma redução de 4,1% quando comparado com o mesmo período do ano passado. Já os preços do algodão não acompanharam o aumento robusto do volume, sendo cotado 16,2% abaixo de ago/19.

Para finalizar, o excesso de oferta do etanol causado pelo COVID-19 tem sido enxugado pelas compras holandesas e sul-coreanas, de modo que os volumes exportados foram 9,3% acima em relação a ago/19, enquanto os preços foram 19,1% abaixo, no mesmo período comparado.


Fonte: CanaOline com informações da área de agro do Itaú BBA