Clipping

Fabricante de máquinas agrícolas suspende atividades em 6 unidades pelo Brasil por causa do coronavírus

Postado em 25 de Março de 2020

John Deere também produz máquinas de construção. Medida começa a valer a partir de quarta-feira (25). Fornecimento e distribuição de peças serão mantidos.

A fabricante de máquinas agrícolas e de construção John Deere anunciou nesta terça-feira (24) que irá suspender os trabalhos de suas unidades de produção no país por conta do novo coronavírus. A medida começa nesta quarta-feira (25) e a paralisação será por tempo indeterminado.

As primeiras fábricas que terão as atividades suspensas nesta quarta serão:

  • Horizontina(RS), unidade que produz colheitadeiras e plantadeiras;
  • Porto Alegre(RS), planta industrial de equipamentos rodoviários.

Na próxima segunda-feira (30), a suspensão começa a valer para:

  • Montenegro(RS), que produz tratores;
  • Canoas(RS), fabrica pulverizadores;
  • Indaiatuba(SP), unidade de máquinas de construção;
  • Catalão(GO), de colhedoras de cana-de-açúcar.

"Com o objetivo de contribuir na contenção da curva de contaminação pelo novo Coronavírus (COVID-19), e visando proteger a saúde dos colaboradores e suas famílias, sem deixar de atender seus clientes nas áreas agrícola e de construção, a John Deere comunica que está reorganizando suas operações no Brasil", disse a companhia em nota enviada à imprensa.

O fornecimento e a distribuição de peças não serão interrompidos, de acordo com a John Deere. A unidade de Campinas, interior de SP, responsável por isso, vai funcionar em escala reduzida.

"Esta medida se faz necessária uma vez que a produção de alimentos e a infraestrutura são consideradas pelas autoridades como atividades essenciais à população. Medidas necessárias de prevenção, proteção e reforço dos cuidados com a saúde dos colaboradores envolvidos nesta operação já foram implementadas."

Funcionários administrativos da companhia seguirão trabalhando normalmente, segundo a empresa, no regime de home office.


Fonte: Portal G1