Clipping

Fertilizantes: lucro líquido da Yara cai 40% no 1º trimestre, para US$ 197,3 mi

A fabricante norueguesa de fertilizantes Yara reportou nesta quarta-feira, 26, um lucro líquido de 1,692 bilhão de coroas norueguesas (em torno de US$ 197,3 milhões) no primeiro trimestre de 2017 (6,19 coroas norueguesas por ação), resultado cerca de 40% abaixo do registrado em igual período do ano anterior, em que a empresa apresentou lucro de 2,8 bilhões de coroas norueguesas (10,22 coroas norueguesas por ação). Na mesma direção, as receitas recuaram de 25 bilhões de coroas norueguesas para 22,6 bilhões de coroas norueguesas (US$ 2,63 bilhões).

A margem Ebitda ajustada foi de 3,335 bilhões de coroas norueguesas (US$ 389 milhões), queda de 34% na comparação anual. O desempenho negativo, segundo a companhia, foi influenciado pelos baixos preços dos fertilizantes e maiores custos de energia.

“A Yara reportou um resultado fraco comparado com o do ano passado, refletindo os baixos preços dos fertilizantes e de margens menores. Entretanto, nós entregamos um aumento no volume de vendas, tanto em fertilizantes quanto em produtos industriais”, disse Svein Tore Holsether, presidente e CEO da empresa. “Nossa produção de amônia foi menor, o que destaca a necessidade de esforços para melhorarmos nossas operações”, acrescentou.

As entregas de fertilizantes produzidos pela Yara avançaram 3% no período ante igual comparação do ano passado. O movimento foi principalmente influenciado pelo nitrato e compostos NPK (macronutrientes utilizados na composição de fertilizantes) na Europa, China e Tailândia – esses dois últimos figuram como dois dos mercados mais importantes para o NPK da Yara fora da Europa.

Os preços menores e custos mais elevados provocaram impacto nas margens para as commodities e no prêmio para os fertilizantes e produtos industriais comparados com o ano passado. O preço dos fertilizantes à base de ureia e nitrato recuaram 5% e 15%, respectivamente, enquanto os preços do NPK recuaram cerca de 10%. O custo médio global da Yara com gás avançou 28% na comparação com igual período do ano passado.

A empresa está implementando um programa para elevar seu potencial de crescimento, com uma estimativa de acrescentar pelo menos US$ 500 milhões em seu Ebitda anual até 2020. Para conseguir alcançar tal meta, a companhia está expandindo sua capacidade em diversas plantas, cuja maioria deve ficar pronta entre 2017 e 2018.
 


Fonte: Estadão Conteúdo