Clipping

Governo estuda autorizar novas debêntures a usinas

O governo federal estuda autorizar o setor produtivo de açúcar, etanol e bioenergia a emitir debêntures – títulos de dívida negociados no mercado – para capitalizar a área operacional das usinas. Em 2014, as companhias foram liberadas a captar recursos com esses papéis para investimentos em bens de capital, mas as áreas agrícola e de manutenção das processadoras de cana-de-açúcar, por exemplo, não foram atendidas.

O governo avalia que R$ 16 bilhões possam ser captados com essa linha de crédito. Os principais destinos dos recursos seriam a renovação de canaviais diante da estagnação, há uma década, da produtividade das lavouras brasileiras e a produção de energia elétrica cogerada.

Uma proposta de portaria para autorizar o setor sucroenergético a emitir debêntures operacionais deve estar pronta em 15 dias. Críticos no governo sustentam que a emissão destes títulos para investimentos em bens de capital no passado ajudaram algumas companhias a ampliar a crise econômica que já enfrentavam e muitos investidores tomaram calote. Cenário que poderia se repetir.

Mas... Defensores do projeto lembram que quase uma centena de usinas já foi fechada ou suspendeu temporariamente a moagem no Brasil e que a crise do setor ocorreria com ou sem a emissão de debêntures. Um primeiro levantamento aponta que só no oeste do Estado de São Paulo três usinas deixarão de operar em 2019.

 

 

 


Fonte: Estadão Conteúdo