Clipping

Governo prevê R$ 12 bi com desestatização da Eletrobras

O governo federal prevê no Orçamento de 2018 uma arrecadação de 12 bilhões de reais decorrente do processo de privatização da Eletrobras, disse a jornalistas nesta terça-feira o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, durante evento da Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro.

Ele revelou ainda que há um ligeiro atraso no processo para a venda das distribuidoras de energia da Eletrobras, que chegou a ser previsto para o primeiro trimestre, e agora pode acontecer até abril. Pedrosa não detalhou o atraso.

No final de outubro, Pedrosa havia apontado que governo iria contar no ano que vem com cerca de 7,7 bilhões de reais decorrentes da desestatização da Eletrobras.

A previsão das autoridades é concluir a privatização da maior elétrica do país até o final do primeiro semestre de 2018.

Já a venda das distribuidoras, que será feita antes e em separado, era planejada por governo e Eletrobras inicialmente até dezembro, um prazo que já havia sido prorrogado recentemente após o processo avançar em ritmo mais lento que o previsto.

As subsidiárias de distribuição da Eletrobras atendem Estados do Norte e Nordeste e são fortemente deficiátárias.

Pedrosa disse ainda que o texto de uma medida provisória (MP) necessária à privatização da Eletrobras já foi consolidado e está sendo discutido entre os ministros de Minas e Energia e Fazenda antes de ser publicado.
Ele não citou, no entanto, a data prevista para a publicação da MP.


Fonte: Reuters