Clipping

Grupo Clealco entra com pedido de recuperação judicial

O grupo Clealco, um dos mais tradicionais do setor sucroenergético brasileiro, dono de três usinas no Estado de São Paulo, entrou com pedido de recuperação judicial nesta terça-feira, segundo comunicado da companhia. 

A empresa afirmou que o pedido foi protocolado na Comarca de Birigui (SP) visando "preservar a condição operacional da companhia e readequar seu passivo de forma a sustentar um fluxo financeiro que garanta a capacidade de pagamento dos compromissos firmados".

O grupo ressaltou que empenhou "significativos esforços" nos últimos meses para superar as dificuldades econômicas e operacionais, bem como impulsionar a performance, maximizar a produtividade e atenuar custos.

Em agosto do ano passado, por exemplo, a Reuters revelou que a empresa havia chegado a um acordo com bancos para refinanciar quase 1 bilhão de reais em dívidas. 

"Contudo, o cenário comercial de extrema adversidade, decorrente de uma contínua deterioração dos preços do açúcar VHP no mercado internacional, que reduziu ainda mais a rentabilidade do negócio, e a quebra de safra da cana, ocasionada por intempéries climáticas, trouxeram impactos severos", disse o Clealco, em nota.

A companhia disse esperar que seja bem-sucedida a aprovação de um plano de recuperação judicial "que permita ganho de valor e o cumprimento dos compromissos firmados".

O grupo Clealco possui capacidade instalada para processar cerca de 10 milhões de toneladas de cana por safra.

Nos últimos anos, dezenas de indústrias do setor de açúcar e etanol entraram em processos de recuperação judicial ou fecharam as portas, afetadas pelo controle de preços de gasolina por governos anteriores, entre outros fatores.

Por José Roberto Gomes ( REUTERS)


COMUNICADO OFICIAL GRUPO CLEALCO

A Clealco comunica que ajuizou na data de hoje, em conjunto com suas controladas, pedido de recuperação judicial perante a Comarca de Birigui, após recomendação do Conselho de Administração.

O pedido de recuperação foi protocolado com os objetivos de preservar a condição operacional da Companhia e readequar seu passivo de forma a sustentar um fluxo financeiro que garanta a capacidade de pagamento dos compromissos firmados, mantendo a continuidade de suas atividades e os empregos gerados em toda a região.

Nos últimos meses, a Clealco empenhou significativos esforços na busca por superar seus desafios econômicos e operacionais, impulsionar sua performance, maximizar a produtividade e atenuar custos. Contudo, o cenário comercial de extrema adversidade, decorrente de uma contínua deterioração dos preços do açúcar VHP (principal produto comercializado) no mercado internacional, que reduziu ainda mais a rentabilidade do Negócio, e a quebra de safra da cana-de-açúcar, ocasionada por intempéries climáticas, trouxeram impactos severos para a Companhia.

Para a Clealco, o pedido de recuperação judicial representa o início de uma nova etapa na direção de sua reestruturação financeira, permitindo uma negociação ampla e definitiva junto aos seus credores.

A Companhia reafirma a confiança em sua capacidade operacional e na competência de cada um de seus profissionais, para que seja bem-sucedida na proposição e aprovação de um plano de recuperação judicial que permita ganho de valor e o cumprimento dos compromissos firmados.

> ATENDIMENTO SOBRE A RECUPERAÇÃO JUDICIAL

Para mais informações e esclarecimento de dúvidas, a Clealco mantém um número telefônico exclusivo para atendimento sobre a Recuperação Judicial, (18) 3658-9191, que estará disponível das 7h30 às 17h30, de segunda a sexta.


Fonte: Reuters e Assessoria Grupo Clealco