Clipping

H.Commcor: Relatório Semanal – Açúcar e Etanol

O mercado de açúcar trabalhou num range de 65 pontos na última semana, fazendo a máxima em 12,98 cts/b (flertando com a importante resistência de 13 cts/lb)
e a mínima em 12,33 cts/lb.Em novembro, os volumes diários negociados têm ficado abaixo da média dos últimos anos, mostrando menos interesse na negociação da commodity.

Temos, ainda, muitas notícias altistas para o mercado, porém, acreditamos que os players estão esperando confirmações das previsões de safras menores ao redor do mundo para se posicionarem.

A ISO cortou o surplus mundial de açúcar para a safra 2018/19 em 68% para apenas 2,2 mi ton de açúcar, já contabilizando menor produção no Brasil, Índia, U.E e Paquistão. Petróleo, gasolina e gás natural tem caído expressivamente de preço nesse último mês, levando junto outras commodities. No caso do açúcar, a correlação é rápida, uma vez que petróleo mais baixo tira a oportunidade da usina de fazer maisetanol e reduzir a produção de açúcar.

Vamos acompanhar os próximos meses, para sermos mais assertivos na previsão de mix alcooleiro da safra do C/S para o próximo ano, ainda há espaço para queda no preço da gasolina sem tirar a competitividade do etanol.

Porém o expressivo aumento que poderia acontecer na entressafra começa a ficar comprometido, e o indicador Esalq mostra semana a semana valores mais baixos, o da última semana foi de R$ 1,6330 por litro.

Sugar No. 11 Futures – Março 19 (SBH9): Dados Históricos (2 anos)

Fonte: ICE FUTURES U.S

 

 

Por Luiz Eduardo de Paula batata@commcor.com.br

Alex Udiloff alex@commcor.com.br

Alessandro Gimenes alessandro@commcor.com.br

Fabiana Traina fabiana.traina@commcor.com.br

Henrique Teixeira henrique.teixeira@commcor.com.br

 


Fonte: H. Commcor DTVM