Clipping

H.Commcor: Relatório Semanal – Açúcar e Etanol

O mercado de açúcar trabalhou num range de 58 pontos na última semana, fazendo a máxima em 13,07 cts/lb (na segunda e na sexta) e a mínima em 12,49 cts/lb.

O movimento deixa claro uma forte resistência a 13,00 cts/lb, o mercado consegue furar, mas não se sustenta em níveis acima disso.

A consultoria Datagro já enxerga um déficit para a safra 2018/19 em 2 mi ton de açúcar, devido a estimativa de menores produções ao redor do mundo.

Entretanto, a primeira parcial da safra na Índia veio com volume 1,5% acima do mesmo período de 2017. É apenas a primeira parcial, mas acalma um pouco a ansiedade do comprador, já que a média das estimativas para o país é de 28,9 mi ton, mas a ISMA mantém seu número total de produção em 32 mi ton de açúcar.

Na última sexta-feira, mesmo contra vontade declarada de Trump, a Opep deixou claro que haverá cortes na produção de petróleo no primeiro semestre de 2019, para conter a baixa progressiva no preço do petróleo. Temos que ficar atentos à essa relação, já que o açúcar está sendo negociado correlacionado ao petróleo.

O etanol ainda tem espaço na paridade com a gasolina, e os números de novos licenciamentos deixam o mercado animado (2,5 mi unidades em 2018). O etanol, índice esalq, mostrou recuperação na última semana, o litro ficou em R$ 1,6641, alta de 2,54%

 Sugar No. 11 Futures – Março 19 (SBH9): Dados Históricos (2 anos)

 

Por Luiz Eduardo de Paula, Alex Udiloff, Alessandro Gimenes, Fabiana Traina, Henrique Teixeira


Fonte: H. Commcor DTVM