Clipping

Hersishow apresenta solução para segunda aplicação de herbicidas

Novo equipamento será um dos destaques do 17º Herbishow, que fornecerá informações atualizadas sobre o manejo de plantas daninhas

 

A ausência de um herbicida que tenha um residual suficiente para o controle de alta infestação de plantas daninhas de folhas largas, como as cordas-de-viola, mucuna, mamona, é um dos grandes desafios para o manejo eficiente de invasoras de áreas de cana, segundo o engenheiro agrônomo Luís César Pio, diretor da Herbicat, de Catanduva, SP. “Hoje é quase obrigatória uma segunda aplicação. A grande dificuldade, no entanto, é a cana alta”, constata

Para obter resultados satisfatórios no controle de plantas daninhas, nessas condições, existe a necessidade da utilização de uma tecnologia de aplicação adequada, de acordo com Luís Pio, que falará sobre o tema na palestra “Novo equipamento para segunda aplicação de herbicidas em cana-de-açúcar”, que faz parte da programação do 17º Herbishow – Seminário sobre Controle de Plantas Daninhas da Cana. O evento, que é uma realização do Grupo IDEA, acontece nos dias 16 e 17 de maio, em Ribeirão Preto, SP.

Existem atualmente duas alternativas para a utilização de herbicidas quando a cana já apresenta determinada altura – observa. “Pode ocorrer por meio de máquina automotriz, autopropelida, que é grande, alta e cara. Em se tratando de folhas largas, até proporciona um bom controle. Mas, não deixa nenhum residual. Outra opção é avião, que tem todas as barreiras da aplicação aérea para alguns herbicidas e a baixa eficiência também para alguns inseticidas”, diz.

Para superar as dificuldades que envolvem a segunda aplicação, a Herbicat desenvolveu um equipamento similar ao quadriciclo, com a possibilidade de uso de agroquímico por meio de pingente ou barra total. “A aplicação com pingente vai permitir a utilização do produto em sua melhor condição. Um herbicida, que tenha ação residual, vai ser colocado junto ao solo”, detalha.

Se o objetivo for realizar o controle químico da folha larga, que está na superfície, a utilização da barra total apresenta elevada eficiência. É indicada para a aplicação de herbicidas que são absorvidos pelas folhas.

Uma das características do novo equipamento da Herbicat, denominado de Barra Alta, é a versatilidade. No caso de utilização de barra total, o equipamento é voltado também para a aplicação de adubo foliar como complemento nutricional – informa Luís Pio, que é especialista em máquinas agrícolas e proteção de plantas, além de integrante da equipe da consultoria Dr. Cana.

A modalidade com pingente atende, de maneira eficiente, o uso de herbicidas residuais e inseticidas para a cigarrinha-das-raízes que tem se proliferado cada vez mais e aumentado a demanda de aplicação com a cana alta – afirma.

“O ciclo da cigarrinha não começa quando a cana está pequena. Mas, quando a cana já tem raiz, está com perfilho e em crescimento. Há duas opções: aplica-se em 100% da área preventivamente com produtos mais caros ou espera a cana crescer até apresentar o sintoma para que ocorra a aplicação”, explica.

O equipamento requer um baixo investimento, o que vai permitir que essa solução torne-se acessível não somente para usinas, mas também para fornecedores de cana – observa. “O automotriz custa hoje entre R$ 600 mil a R$ 700 mil para cana. O novo equipamento montado, com trator e pulverizador, vai ficar em torno de R$ 100 mil, ou seja, seis vezes mais barato”, compara.

As aplicações realizadas pelo Barra Alta proporcionam também menor impacto ambiental e melhor aproveitamento do produto. “É uma solução simples, com técnica conhecida, montada e organizada de uma maneira que traz resultados. Consegue posicionar melhor o produto, tirando o máximo dele com o menor impacto possível e menor custo”, comenta.

Lançado oficialmente na Agrishow 2018, o Barra Alta será apresentado no Herbishow durante a palestra de Luís César Pio. “Esse evento conta com a participação de um público específico, com olhar técnico e capacidade de análise, o que cria condições para o confronto de idéias e o diálogo. Isso traz sedimentação do conhecimento. É um bom caminho”, ressalta.

Além da apresentação de inovações tecnológicas e o lançamento de novos produtos, o 17º Herbishow fornecerá informações atualizadas e importantes para a gestão de todas as etapas do processo de manejo das plantas daninhas. A programação do evento do Grupo IDEA inclui ainda cases de sucesso e a discussão das tendências de mercado.

Com a presença estimada de 650 profissionais, o 17º Herbishow será ainda uma excelente oportunidade para networking.

A programação completa do 17º Herbishow você vê AQUI

 

Serviço:

17º Herbishow – Seminário sobre Controle de Plantas Daninhas da Cana

Data: 16 e 17 de Maio de 2018
Local: Centro de Eventos Ribeirão Shopping
Mais informações: (16) 3211-4770
E-mail: eventos@ideaonline.com.br

QUERO ME INSCREVER NO HERBISHOW 


Fonte: Assessoria