Clipping

IEA prevê área e produção estáveis para cana-de açúcar

O Instituto de Economia Agrícola (IEA) estima a área plantada com cana-de-açúcar no Estado de São Paulo de 6,175 milhões de hectares, 0,9% maior que os 6,117 milhões de hectares ocupados com a cultura na safra 2016/17. A produção prevista é de 449,5 milhões de toneladas (-0,1%), e a produtividade média, de 79,6 toneladas (-0,9%). “Essa estabilidade pode ser reflexo dos fatores econômicos que afetaram os investimentos para a renovação do canavial, além da irregularidade das chuvas”, afirma o IEA em nota. A previsão leva em conta o levantamento realizado em parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati) entre 1 a 20 de fevereiro.

O IEA, ligado à Secretaria de Agricultura do Estado, aponta um aumento de 5,6% na produção de laranja, que deverá chegar a 342,6 milhões de caixas de 40,8 quilos. “De acordo com os pesquisadores do IEA, as condições climáticas entre outubro de 2017 a janeiro de 2018 têm favorecido o desenvolvimento das plantas e influenciado positivamente o período das floradas e do pegamento. Com relação à área total plantada, o levantamento indica uma ampliação de 2,8%, em relação à safra anterior, totalizando 458,7 mil hectares”, diz o IEA.

A safra paulista de café está estimada em 5,4 milhões de sacas (325,9 mil toneladas), 20,6% maior que a do ciclo anterior, de baixa. Ante o levantamento anterior, realizado em novembro, o ajuste é positivo em 2,5%. Já a área ficou praticamente estável, de 212,4 mil hectares.

Quanto à soja, a expectativa é de uma colheita de 3,3 milhões de toneladas, 4,1% abaixo da temporada anterior. O Estado cultivou com a oleaginosa 949,5 mil hectares (+4,7%). “As boas condições climáticas e a adoção de tecnologia permitiram manter a produtividade, que deve ser de 3.447 kg/ha”, destaca o IEA no relatório.

Em relação ao milho verão a estimativa é de uma redução de 3,5% na área e de 3,2% na produção. A segunda safra (safrinha) deve resultar em uma produção 6% inferior à de 2016/17, em uma área praticamente igual (440,7 mil hectares em 2017 e 440,8 mil hectares em 2018). Em São Paulo o plantio de trigo deve ocupar 84,6 mil hectares (+0,6%) com colheita estimada em 269,4 mil toneladas (+0,3%).

Por fim, a área semeada com amendoim cresce 6,8% nesta temporada, com perspectiva de colheita 10,3% maior. 


Fonte: Estadão Conteúdo