Clipping

Importações brasileiras de etanol em abril no nível mais alto em 11 meses

As importações brasileiras de etanol em abril foram registradas em 230,7 milhões de litros, uma alta de 107% em relação a março, mas ainda caindo 41% há um ano, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Este é o maior volume mensal de importações desde abril de 2018, quando foram importados 392,3 milhões de litros.

As importações nos primeiros quatro meses de 2019 totalizaram 626,9 milhões de litros, uma queda de 40% ano a ano, segundo os dados.

Do volume total importado em 2019, cerca de 70%, ou 437 milhões de litros, entraram no Brasil via região Norte-Nordeste.

As regiões Norte e Nordeste do Brasil são importadoras líquidas de etanol. A região é abastecida por importações, geralmente dos EUA, mas também por embarques domésticos da região Centro-Sul.

O preço à vista do etanol anidro no Norte-Nordeste caiu pela segunda semana consecutiva na semana encerrada em 3 de maio. A avaliação semanal da S & P Global Platts para o álcool anidro DAP Suape de um a 15 dias foi de R $ 2.160 / m3, uma queda de Real 80 / cu m semana na semana.

Depois de negociar com o Real 2,290 / m3 em 18 de abril, o recorde histórico desde que a Platts começou a publicá-lo em novembro de 2017, a pressão de venda no Centro-Sul desencadeou o mesmo movimento descendente de preços no mercado Norte-Nordeste.

Apesar da queda recente do preço do etanol anidro no Norte-Nordeste, ele ainda estava sendo negociado a US $ 265 / m3 superior ao mesmo período do ano passado.

De acordo com cálculos da Platts, o CIF Suape importado anidro sem a tarifa de importação de 20% foi avaliado em Real 2.063 / m3 em 3 de maio, provando que a arbitragem de importação permaneceu aberta para importadores com cota de importação.

Estima que o Brasil importará 1,54 bilhão de litros de etanol em 2019, uma queda de 12% em relação a 2018.

 

 


Fonte: O Petróleo