Clipping

Índice de ATR dos canaviais do Centro-Sul está 4% menor nesta safra

Postado em 12 de Junho de 2019

A moagem de cana-de-açúcar pelas usinas da região Centro-Sul chegou a 44,01 milhões de toneladas na segunda quinzena de maio, registrando uma alta de 34,87% sobre o processamento observado em mesmo período do ano passado, destacam dados da União da Indústria de Cana-de-açúcar (UNICA).

Ainda na segunda metade de maio, o índice de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR), está 5,92% menor, atingindo 125,49 kg por tonelada em 2019 contra 133,39 kg verificados na mesma quinzena do último ano. No acumulado até 1 de junho deste ano, o indicador de qualidade atingiu 118,52 kg de ATR por tonelada de cana-de-açúcar - 4,14% abaixo do valor apurado na safra 2018/2019.

"Apesar do crescimento observado na produtividade acumulada, a maior retração na qualidade da matéria-prima ainda leva a uma redução próxima a 1,30% ou 120 quilos de ATR por hectare colhido até 1 de junho", explica, em nota, o diretor técnico da UNICA, Antonio de Padua Rodrigues.

Sobre a produtividade agrícola dados preliminares apurados pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) para uma amostra de 75 empresas, indicam que o rendimento médio da área colhida em maio atingiu 88,81 toneladas de cana-de-açúcar por hectare, aumento de 5,58% em relação ao índice apurado no mesmo mês de 2018. No acumulado da safra, a produtividade alcançou 84,28 toneladas por hectare, crescimento de 3,00% ante o valor apurado no mesmo período do ciclo 2018/2019 (81,83 toneladas por hectare).


Produção de açúcar e etanol

A produção de etanol hidratado e anidro na quinzena chegou a 1,42 bilhão de litros e 723,04 milhões de litros, respectivamente. Segundo a UNICA, Esse volume decorre da maior moagem na quinzena e, principalmente, do mix de produção mais alcooleiro.

No acumulado desde o início da safra, 66,59% da cana foi direcionada à produção do renovável, confirmando a expectativa de maior atratividade do etanol frente ao açúcar.

Do total produzido, o etanol fabricado a partir de milho foi responsável por 48,59 milhões de litros na quinzena. No acumulado desde o início da safra, foram fabricados 201,06 milhões de litros de etanol, registrando crescimento de 71,95% em relação ao volume produzido em igual período do ano passado.

A produção de açúcar, por sua vez, registrou crescimento de 38,51%, alcançando 1,86 milhão de toneladas na segunda metade de maio ante 1,34 milhão de toneladas produzidas no último ano.

No acumulado desde o início da safra, a produção de açúcar soma 4,84 milhões de toneladas. Já o volume acumulado de etanol alcançou 6,17 bilhões de litros, sendo 1,68 bilhão de litros de anidro e 4,49 bilhões de litros de hidratado.

 

   

 


Fonte: Datagro - Texto extraído do portal Universoagro