Clipping

Jalles Machado prepara IPO de R$ 1 bi

Postado em 26 de Outubro de 2020

Maior produtora e exportadora de açúcar orgânico do país e criada por uma família ativa politicamente no Estado de Goiás, a Jalles Machado prepara sua estreia na bolsa de valores brasileira. A companhia contratou quatro bancos para sua oferta pública inicial de ações (IPO), apurou o Valor. XP, BTG, Santander e Citi vão coordenar a operação, que pretende levantar R$ 1 bilhão.

Sobre essa divulgação, porém, a Jalles Machado emitiu uma nota e disse que está atenta as oportunidades de emissões no mercado de capitais. No entanto, não há, neste momento, qualquer decisão definitiva sobre tal assunto.

Há três semanas, a Jalles Machado obteve um empréstimo de até US$ 27,5 milhões (R$ 153 milhões) do IFC, braço de investimento do Banco Mundial, de longo prazo e visando garantir liquidez para minimizar impactos financeiros da pandemia.

Criada para produção de combustível de cana, a Jalles Machado começou a produzir também açúcar cristal na década de 1990, dona da marca Itajá, e logo depois agregou cogeração de energia a partir do bagaço da cana. Atualmente é a segunda maior produtora do mundo de açúcar orgânico, com produção basicamente destinada à exportação, especialmente para o mercado americano.

Também produz açúcar branco e VHP, saneantes e levedura seca, etanol anidro, hidratado e orgânico, além de vender energia. A Jalles Machado opera duas plantas industriais com capacidade total de moagem de 5,2 milhões de toneladas de cana-de-açúcar.

No campo político, a família dona do grupo empresarial também tem histórico longo. O fundador da companhia, Otávio Lage de Siqueira, foi governador de Goiás e prefeito de Goianésia - a data de seu falecimento é feriado municipal na cidade, sede do grupo empresarial.


Fonte: Valor Econômico