Clipping

Justiça suspende leilão da Usina Guaxuma, em Alagoas

Determinação atendeu um pedido de João Lyra.

A Justiça de Alagoas determinou nesta quinta-feira (21) a suspensão do leilão da Usina Guaxuma S/A e outros bens da Massa Falida da Laginha Agro Industrial S/A.

O leilão começou na última quarta (20) pela internet. O lance inicial é de R$ 401.372.328,00.

A decisão do desembargador Klever Rêgo Loureiro, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico de hoje.

A usina faz parte da Massa Falida da Laginha Agro Industrial, do Grupo João Lyra.

Segundo o TJ, a suspensão atendeu a pedido feito por João Lyra, que explicou haver interesse no arrendamento da Guaxuma por parte da Usina Coruripe Açúcar e Álcool, Usina Caeté e Cooperativa de Colonização Agropecuária e Industrial Pindorama Ltda.

Para a Justiça, o industrial sustentou que essas empresas planejam cultivar cana e otimizar as áreas produtivas da usina, contribuindo para a criação de empregos e gerando riquezas para a região.

Disse ainda que o arrendamento da Guaxuma seria a melhor opção para os credores da Massa Falida, tendo em vista a maximização dos ativos que ela geraria.

O desembargador Klever Loureiro deferiu o pedido de suspensão do leilão, para que seja analisada a referida proposta de arrendamento.

A maior parte dos imóveis está localizada em Coruripe, mas há terras também em Campo Alegre, Teotônio Vilela e Junqueiro. Os terrenos somam 17 mil hectares.

Em abril de 2018, a Justiça determinou que a Usina Guaxuma fosse arrendada pela Usina Coruripe e pela Impacto Energia por um período de 11 anos. Porém, as empresas não acataram os termos impostos no contrato e o arrendamento não se concretizou.

Diante disso, a Vara do 1º Ofício da Comarca de Coruripe determinou que a usina fosse colocada a leilão.

Este seria o segundo leilão dos outros bens. Ao todo são 65 imóveis rurais e de equipamentos industriais. Eles foram a leilão em outubro, mas não apareceram compradores.

Entre os equipamentos que iriam a leilão estavam balança rodoviária, ponte rolante, caldeira de alta pressão, distribuidor de bagaço, secador de açúcar, destilaria, gerador de energia e compressor de ar.

 

 

 

 


Fonte: Portal G1 (21/02)