Clipping

Logística e comércio internacional são principais desafios de Bolsonaro, diz Abag

Além de questões do setor produtivo, expectativa da entidade é que o presidente eleito realize de maneira rápida e estruturada as reformas econômicas

A Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) destacou que a logística, o comércio internacional, o crédito rural e seguro agrícola devem ser as principais demandas que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, deverá ter dentro do agronegócio. Além de questões do setor produtivo, a expectativa da entidade é que o novo presidente realize de maneira rápida e estruturada as reformas econômicas.

“Assuntos como a reforma da Previdência, tributária e dos estados (em relação ao tamanho de gastos), devem tornar o país economicamente melhor, trazendo segurança jurídica e atraindo investimento para o Brasil”, comenta o diretor-executivo da entidade Luiz Cornacchioni.

Segundo ele, um ponto importante dentro do agronegócio é comércio internacional. Cornacchioni enfatiza que o país possui uma produção agrícola excepcional e com excedente. A expectativa é que se houvesse bons acordos, o produtor rural poderia ter uma garantia de venda externa, não ficando dependente apenas do mercado interno.

“Eu fiquei bastante satisfeito com a fala rápida, mas relevante do Bolsonaro em discurso do domingo. Em algum momento ele falou da importância do Itamaraty e de acordos bilaterais, que é um ponto que nós durante anos”, comenta.

Para ele, pontos como logística, crédito agrícola e seguro rural também devem ser a atenção do novo presidente. “Para logística, nossa demanda é principalmente em relação às questões estruturais. Outro tema relevante é a questão do seguro e crédito agrícola. Nós precisamos mudar a mentalidade do seguro rural, saindo do seguro de renda para o de produção, como outros países fazem”, comentou.


Fonte: Canal Rural