Clipping

Maggi: homem do campo foi salvador da lavoura no trimestre, com alta no PIB

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, afirmou nesta quarta-feira, 7, em discurso na cerimônia de lançamento do Plano Agrícola e Pecuário 2017/2018, que o “homem do campo foi o grande salvador da lavoura no primeiro trimestre (deste ano), com alta de mais de 13% no PIB (Produto Interno Bruto)”.

Segundo o ministro, as frustrações com a safra no passado foram compensadas com a recuperação deste ano, e a produção recorde de 232 milhões de toneladas de grãos, com suporte do governo e de bancos públicos.
“Quando tivemos a quebra de safra do ano passado, seu governo, presidente Temer, não abandonou o agricultor”, disse Maggi, em um elogio ao presidente Michel Temer, presente no evento.

O ministro lembrou que o plano agrícola não é só para os grãos e para algodão e que a produção de 232 milhões de toneladas desses produtos salta para 1,2 bilhão de toneladas com a inclusão de outros como cana-de-açúcar, borracha, café, eucalipto e carnes.

Maggi citou que a agricultura brasileira, apesar de ser uma das maiores do mundo, “não deve se envergonhar, porque nenhum País preserva 61% de suas florestas”.

Ao final, o ministro explicou as diferenças entre o valor de R$ 188,3 bilhões de crédito agrícola, antecipado na terça pelo Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado) e ratificado no banner no evento, e o total disponibilizado no anúncio final, de R$ 190,25 bilhões. “Tivemos mais R$ 550 milhões para seguro rural e R$ 1,4 bilhão para comercialização”, concluiu.


Fonte: Estadão Conteúdo