Clipping

Maior rentabilidade do etanol pressiona e faz preços do açúcar subirem

A maior rentabilidade do etanol perante os preços do açúcar no mercado internacional, fez, mais uma vez, com que os preços da commodity fechassem em alta nas bolsas internacionais nesta segunda-feira (5). Segundo a consultoria Safras & Mercado, "o etanol hidratado está com uma rentabilidade 40% superior na venda quando comparado aos preços do açúcar em Nova York e 20% superior à obtida pelas usinas nas vendas físicas da commodity", na análise ouvida pelo jornal Valor Econômico de hoje. 

Também contribui para a recuperação dos preços do açúcar a firme demanda por etanol no mercado interno, o que tem corroborado com a previsão de uma maior produção do biocombustível na safra 2018/19, em detrimento de uma menor produção do adoçante.

Ontem em Nova York, o açúcar demerara fechou cotado a 13.90 centavos de dólar por libra-peso, na tela março/18, alta de 27 pontos no comparativo com os preços praticados na sexta-feira. O vencimento maio/18 subiu 18 pontos, comercializado a 13.86 cts/lb. As demais telas se valorizaram entre seis e 13 pontos.

Em Londres o açúcar branco subiu 3,10 dólares no vencimento março/18, cotado a US$ 361,20 a tonelada. Nos demais lotes a commodity subiu entre 1,90 e 3,50 dólares a tonelada.


Mercado doméstico

No mercado interno o açúcar teve sua quarta queda seguida de preços segundo os indicadores Cepea/Esalq, da USP. A saca de 50 quilos do tipo cristal desvalorizou 0,31% nesta segunda-feira, cotada a R$ 54,71.


Etanol hidratado

O etanol hidratado por sua vez, caiu pela terceira sessão seguida nos índices da Esalq/BVMF, com negócios firmados ontem em R$ 1.888,50 o metro cúbico, queda de 0,29% no comparativo com a sexta-feira.

 

Por Rogério Mian
 
 

Fonte: Agência Udop de Notícias