Clipping

Mapa define Zarc da cana-de-açúcar no Paraná

Estudo técnico identificou as áreas aptas e os períodos de plantio com menor risco climático para o cultivo

No dia 2 de maio, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou a Portaria nº 44 referente ao Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) para a cultura de cana-de-açúcar no Paraná. A Portaria é resultado de estudo técnico que identificou as áreas aptas e os períodos de plantio com menor risco climático para o cultivo de cana-de-açúcar em regime de sequeiro, considerando cultivares com ciclos entre 360-450 dias (cana de ano) e 451-540 dias (cana de ano e meio). Os níveis de risco para o plantio de cana-de-açúcar foram divididos definidos três períodos de 10 dias (decêndios) a cada mês.

No estudo, o Mapa considerou os seguintes parâmetros para a definição dos períodos de plantio com menor risco climático: balanço hídrico, temperatura média, capacidade de água disponível, tipos de solos (texturas arenosa, média e argilosa) e índice de satisfação das necessidades de água (ISNA).

O cruzamento dos dados de temperatura e a frequência de atendimento do índice de satisfação das necessidades de água nos anos avaliados permitiu definir os níveis de risco de o plantio não ocorrer dentro do planejado. Risco de 20%: ou seja, 80% dos anos avaliados as condições de temperatura e ISNA favoráveis ao desenvolvimento da cana plantada; Risco de 30%: 70% dos anos avaliados as condições foram favoráveis Risco de 40%: 60% dos anos avaliados as condições foram favoráveis.


Fonte: Sistema Faep