Clipping

Menor produção de açúcar no Brasil melhora perspectivas, diz Cristal Union

Postado em 7 de Junho de 2021

A Cristal Union provavelmente dobrará seu lucro líquido nesta temporada, com uma produção maior e preços firmes devido à menor oferta brasileira, disse o diretor-geral da segunda maior produtora de açúcar da França.

A cooperativa registrou um lucro líquido de 69 milhões de euros no ano até 31 de janeiro, após um prejuízo de 89 milhões de euros no ano anterior, informou a empresa nesta segunda-feira, confirmando notícias publicadas pela Reuters no final de maio.

Os resultados foram impulsionados por uma recuperação nos preços do açúcar e vieram apesar de uma queda de 30% na produtividade da beterraba sacarina no ano passado devido à seca e doenças.

As vendas de álcool para desinfetantes foram impulsionadas pela pandemia e aumentaram dez vezes, para 500 mil hectolitros, compensando totalmente a queda nas vendas de etanol usado em biocombustíveis para veículos, disse a Cristal Union.

Os futuros do açúcar atingiram seu maior nível em quase quatro anos em fevereiro e continuaram oscilando em torno de 18 centavos de dólar por libra-peso em maio, em meio à alta nos preços do etanol e a preocupações com a safra de cana-de-açúcar do Brasil, principal produtor, afetada pela seca.

“Não há razão objetiva para que esse nível (18 centavos) seja perdido nos próximos meses”, disse o diretor-geral Alain Commissaire.

Uma recuperação da safra de beterraba deverá ajudar os lucros da Cristal Union em 2021/22, disse ele.

Commissaire espera que o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) aumente em 50% nesta temporada, de 201 milhões de euros reportados para 2020/21 e 63 milhões um ano antes.

 


Fonte: Reuters