Clipping

Mercado do açúcar sente falta de uma tendência geral clara; preços caem nas bolsas internacionais

Postado em 28 de Agosto de 2020

Os preços do açúcar fecharam em baixa nesta quarta-feira (26) em todos os lotes das bolsas internacionais

Os preços do açúcar fecharam em baixa nesta quarta-feira (26) em todos os lotes das bolsas internacionais. Em Nova York, o vencimento outubro/20 foi negociado ontem em 12.58 centavos de dólar por libra-peso, recuo de 18 pontos no comparativo com a véspera. Já o lote para março/21 foi comercializado em 13.21 cts/lb, queda de 17 pontos. As demais telas caíram entre 6 e 15 pontos.

Segundo operadores ouvidos pela Agência Reuters, o mercado sente falta de uma tendência geral clara. Segundo estes operadores, a forte produção no Brasil está sendo compensada pela fabricação reduzida na Tailândia, União Europeia e Rússia.

"Um operador nos Estados Unidos disse ver sinais de que a China possa estar chegando a um momento de pausa em sua recente onda de compras de açúcar, citando uma diminuição nos dados de "line-up". As compras chinesas foram um dos fatores por trás do avanço do açúcar para uma máxima de cinco meses recentemente", traz a Reuters.

Em Londres o açúcar branco também fechou em baixa em todos os lotes nesta quarta-feira. O vencimento outubro/20 foi comercializado em US$ 359,50 a tonelada, desvalorização de 2,80 dólares. Os demais lotes caíram entre 2,60 e 3,50 dólares.

Mercado doméstico

No mercado interno o açúcar cristal fechou novamente em alta pelo indicador Cepea/Esalq, da USP. A saca de 50 quilos foi negociada ontem em R$ 84,14, valorização de 0,81% no comparativo com os preços da véspera.

Etanol diário

O etanol hidratado também fechou em alta nesta quarta-feira pelo indicador Esalq/BM&F Bovespa. O metro cúbico do biocombustível foi negociado em R$ 1.894,50, alta de 1,69% no comparativo com a véspera.

 


Fonte: Agência UDOP de Notícias