Clipping

Minas adere a campanha mundial para reduzir emissões de gases até 2050

Postado em 9 de Junho de 2021

Governador assinou protocolo ao lado de embaixador britânico, que enfatizou pioneirismo na América Latina e no hemisfério sul

O governo de Minas assinou na manhã desta quara-feira (9) um protocolo de intenções para aderir formalmente à campanha Mundial "Race To Zero". A iniciativa busca reunir lideranças com objetivo de alcançar emissões líquidas zero de gases do efeito estufa até 2050. Para isso, as estratégias para a descarbonização passam pela atração de investimentos para negócios sustentáveis e acriação de empregos verdes no Estado. O governador Romeu Zema (Novo) participou do evento ao lado de vários secretários e do embaixador britânico no Brasil, Peter Wilson, além de autoridades do setor empresarial.

No evento, o embaixador britânico realçou o fato de Minas ter sido pioneiro na região ao aderir à iniciativa.

Minas Gerais larga na frente na corrida ao zero. Isso tem um significado muito importante. Não só é o primeiro Estado de Brasil, mas o primeiro Estado da América Latina, o primeiro Estado do sul global, e isso é um assunto muito importante. O governo de Minas e as federações (empresariais) apoiam uma mudança de economia profunda. Uma economia verde", explicou, completando que isso tende a ajudar a atrair investimentos.

"É um sinal de que os investidores também estão mudando suas políticas. Investidores querem evitar os riscos. Os riscos no meio ambiente estão altos agora. Os investidores, os consumidores e bancos centrais estão mudando suas políticas. E nesse caso Minas Gerais mostra que mudou suas políticas também. Nós queremos. eu quero mais investimento internacional em Minas Gerais.  E, honestamente, eu quero mais investimento britânico em Minas Gerais", disse o embaixador.

Em seu discurso, o governador Romeu Zema exaltou as melhoras em índices nas diversas áreas de seu governo e, em especial, na área ambiental.

"Faz todo sentido, pos nós somos o Estado que mais gera energia solar no Brasil, e vamos ficar no primeiro lugar mais isolado ainda com os novos investimentos que estão sendo feitos. Nós somos o Estado que tem mais reflorestamento em todo o Brasil, florestas artificiais, e estamos agora para recebermos a instalação de uma fábrica de veículos elétricos e baterias. A primeira no hemisfério sul e na América Latina. Então, tudo isso faz parte desse contexto, e eu fico imensamente agradecido ao Reino Unido por estar nos dando essa oportunidade", afirmou.

Zema também aposta que isso via atrair novos negócios para o Estado. "Isso vai ajudar a atrair investimento, isso vai ajudar a valorizar o nosso produto, o café, o queijo que nós vendemos para fora, porque será visto como um produto que foi produzido com responsabilidade", encerrou.

 


Fonte: O Tempo