Clipping

Mix de etanol maior impulsiona preços do açúcar no mercado futuro

Os preços do açúcar continuam em alta no mercado externo. Ontem (8), na bolsa de Nova York, os negócios para o vencimento março/18 fecharam em 14.84 centavos de dólar por libra-peso, alta de 12 pontos. Os contratos para maio/18 subiram 15 pontos e foram firmados em 14.91 centavos de dólar por libra-peso. Os demais negócios tiveram alta entre 14 e 17 pontos.
 
Para os analistas consultados pelo Valor Econômico, o menor percentual de cana destinado ao açúcar impulsionou os preços ontem. "Maior produtor mundial da commodity, o país destinou 56,24% da cana-de-açúcar na primeira quinzena de outubro no Centro-Sul para a produção de etanol contra 50% no ano passado e 53% na quinzena anterior. Além disso, a produção de açúcar recuou 12,28% na comparação anual, segundo a União da Indústria de Cana-de-Açúcar", informou a nota do jornal.
 
Em Londres, as cotações para dezembro/17 fecharam em US$ 393,70 a tonelada, alta de 7,50 dólares. Na tela março/18, a commodity foi comercializada a US$ 388,10 a tonelada, valorização de 5,20 dólares. Os demais vencimentos subiram entre 2,80 e 4,40 dólares.
 
Mercado interno
 
No Brasil, os preços da saca de 50 quilos do tipo cristal tiveram alta de 0,82% ontem, de acordo o Cepea/Esalq, da USP, sendo vendida a R$ 61,55.
 
Etanol
 
O etanol hidratado, medido pela Esalq/BVMF, subiu 0,03% no comparativo com a véspera. O metro cúbico do biocombustível foi comercializado a R$ 1.682,50.

Fonte: Datagro