Clipping

Moagem cai 9,62% na 2ª quinzena de março e recua 3,90% na safra 2018/2019

Postado em 10 de Abril de 2019

Ribeirão Preto – Usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram 7,026 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na segunda quinzena de março da safra 2018/2019. O volume é 9,62% menor que o total de 7,774 milhões de toneladas de igual período da safra passada, informou a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica). Com o resultado, a safra 2018/2019 nessa região brasileira finalizou com um processamento de 573,072 milhões de toneladas, queda de 3,90% sobre 2017/2018, quando foram processadas 596,330 milhões de toneladas de cana.

 “A queda na moagem (na safra) ficou aquém do esperado pelo mercado, após mais de 100 dias de clima seco observados a partir do fim de março de 2018”, informou o diretor Técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, em comunicado.

Segundo ele, a recuperação na moagem ocorreu porque chuvas antecipadas na primavera reduziram a quebra de produtividade agrícola esperada para o último terço da safra, garantindo maior disponibilidade de matéria-prima. Segundo a Unica, 267 plantas industriais moeram em 2018/2019 na região brasileira.

A entidade informou que 81 usinas registraram produção na região Centro-Sul na quinzena encerrada em 31 de março, das quais 73 unidades com processamento de cana e 8 de milho. No mesmo período de 2018, 82 empresas estavam em processamento. Até o fim da primeira quinzena de abril deste ano, o número de unidades em operação deve atingir 176 empresas, informou a Unica.

Com 79,59% da oferta total de cana destinada ao etanol e 20,41% ao açúcar, a fabricação do biocombustível somou 380 milhões de litros na segunda quinzena de março, queda de 10,78% ante a oferta de igual período da safra passada de 426 milhões de litros. Na segunda metade do mês passado foram produzidos 342 milhões de litros de hidratado, queda de 22,41% sobre o volume de 443 milhões de litros de igual período de 2018. A oferta de anidro foi de 39 milhões de litros na quinzena derradeira de março.

Com 64,80% do mix de destino na finalizada safra 2018/2019, 30,949 bilhões de litros de etanol foram produzidos, aumento de 18,63% a temporada 2017/2018. Do volume total de etanol fabricado, 21,808 bilhões de litros foram de hidratado, alta de 39,17%, e 9,141 bilhões de litros de anidro, recuo de 12,27% ante a safra anterior.

A produção de etanol de milho foi de 46,38 milhões de litros na segunda quinzena de março, segundo a Unica. A produção total de etanol de milho ficou em 791,43 milhões de litros no ciclo 2018/2019, alta de 50% sobre o total da safra 2017/2018.

A produção de açúcar foi de 137 mil toneladas na metade final mês de março, queda de 17,38% sobre igual período de 2018, de 166 mil toneladas, e acumulou 26,500 milhões de toneladas na safra 2018/2019, recuo de 26,51% ante 2017/2018.

O teor de sacarose na cana, medido na quantidade de Açúcar Total Recuperável por tonelada processada (ATR/t), ficou em 100,52 quilos (kg) na segunda quinzena de março, 6,39% inferior ao de igual período da safra passada. No acumulado da safra, o teor de sacarose finalizou em 137,87 kg de ATR/t, alta de 0,94% sobre 2017/2018.

 


Fonte: Estadão Conteúdo