Clipping

Moagem de cana e produção de etanol do centro-sul crescerão em 2019/20, prevê Unica

Postado em 18 de Dezembro de 2019

A moagem de cana-de-açúcar na região centro-sul do Brasil deve crescer para 590 milhões de toneladas na temporada 2019/20, disse a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) nesta terça-feira, projetando expansão de 2,9% frente à safra anterior.

A Unica disse que a maior moagem esperada deve-se às condições climáticas favoráveis ao longo do ano, que levarão a avanço de 4,2% nos rendimentos agrícolas, para 76 toneladas por hectare.

Já a produção de açúcar deve crescer menos, com alta de 0,72%, para 26,7 milhões de toneladas, uma vez que as usinas devem destinar apenas 34,29% da cana para fabricação do adoçante, a menor proporção já registrada.

A maior parte da cana será utilizada para produção de etanol, o que deve fazer a produção de etanol saltar 7,1% em 2019/20, para 33,1 bilhões de litros.

Os preços do etanol em São Paulo, o maior mercado de gasolina do Brasil, atingiram 2 reais por litro na semana passada (preço antes de impostos, na porta da usina), o maior valor nominal já registrado, segundo o grupo de pesquisas Cepea/Esalq.

O presidente da Unica, Evandro Gussi, afirmou que a alta nos preços é consequência da alta demanda e da proximidade do período entressafras.

“Nós não teremos falta de etanol no mercado, mas os estoques ficarão apertados”, disse.

As usinas do centro-sul do Brasil geralmente finalizam a moagem de cana no início de dezembro e retomam as atividades por volta de março. Durante esse período, as usinas vendem etanol armazenado anteriormente.

 


Fonte: Reuters