Clipping

MT é responsável por 74,6% da produção de etanol de milho do país

Mato Grosso se tornou o maior produtor de etanol derivado do milho no Brasil, conforme os dados divulgados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta terça-feira (7). O estado produziu 203,491 milhões de etanol anidro e 387,503 milhões do etanol hidratado, somando um total de 590,994 milhões de litros do biocombustível na safra 2018/2019.

Atualmente, o estado tem duas usinas que produzem exclusivamente etanol de milho, situada em Lucas do Rio Verde e Sorriso. Existem projetos para a instalação de outras unidades, em Nova Mutum, Campo Novo do Parecis e Primavera do Leste.

Apenas Mato Grosso, Goiás e Paraná produzem o etanol de milho no país. A produção total desse biocombustível no Brasil na safra 2018/2019 foi de 791,431 milhões de litros.

Enquanto Mato Grosso produziu 590,9 milhões, Goiás 190,8 milhões e Paraná, 9,5 milhões.

Do total de milho produzido em Mato Grosso, 5% são destinados à fabricação de etanol.

A maior usina do estado está localizada em Lucas do Rio Verde. Ela foi responsável pela produção de 220 milhões de litros de etanol, em 2018.


Estimativa de safra

A estimativa para a safra 2019/2020, segundo os dados da Conab, é que Mato Grosso produza 1,055 bilhão de litros de etanol à base do cereal.

A Conab estima que sejam produzidos 254,99 milhões do etanol anidro, tendo uma variação de 24,9% se comparado à safra anterior. Em relação ao etanol hidratado, estima-se uma produção de 800,756 milhões de litros, o que resulta em um aumento de 106,6% em relação a safra 2018/19.


Produção

Para produzir o etanol de milho, primeiro é feita a trituração do grão. Depois são adicionadas água e enzimas criando uma pasta, que é fervida em caldeirões.

Por fim, o produto passa por processos de fermentação e destilação, separando o etanol de outros componentes.

De acordo com o Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindalcool), o processo demora cerca de 40 horas.

   

 


Fonte: Portal G1