Clipping

No final de maio, o endividamento das usinas no Brasil era de 111,3 bilhões de reais

Postado em 22 de Junho de 2020

Dos quais 36% lastreados em dólares, o que dá um endividamento médio de R$ 173 por tonelada de cana moída

Arnaldo Corrêa, diretor da Consultoria Archer Consulting, conta que, em um webinar que participou na semana passada, originado por um corretor nos EUA, duas perguntas a ele dirigidas mostraram a preocupação de diferentes ordens sobre o Brasil.

“A primeira diz respeito ao nível de endividamento das usinas e seu percentual em dólar, pois nem todas estariam se beneficiando do dólar mais firme considerando que estão endividadas na moeda americana. A nossa estimativa é que, no final de maio, o endividamento das usinas no Brasil era de 111,3 bilhões de reais, dos quais 36% lastreados em dólares, o que dá um endividamento médio de R$ 173 por tonelada de cana moída”, diz Corrêa,

A segunda, foi sobre a possibilidade de o Brasil ter um governo (golpe) militar. “Minha resposta foi "nenhuma. As Forças Armadas brasileiras respeitam a Constituição e as instituições no País são fortes apesar dos arroubos autoritários de uns e de outros.”

O Diretor da Archer Consulting observa que a imagem do Brasil lá fora é a pior possível em vários setores.


Fonte: CanaOnline com informações da Archer Consulting