Clipping

Os benefícios do Incorporador de Palha de cana

Postado em 6 de Dezembro de 2019

Implemento desenvolvido pela DMB e o Grupo IDEA já se encontra à venda

A realização de múltiplas funções é uma das características do “Incorporador de Palha”, novo equipamento da DMB Máquinas e Implementos Agrícolas, lançado comercialmente em de novembro, no 18º Seminário de Produtividade e Redução de Custos no Setor Canavieiro. O evento, que é uma iniciativa do Grupo IDEA, aconteceu no Centro de Convenções de Ribeirão Preto, em Ribeirão Preto, SP.

Durante o seminário, o gerente de marketing da DMB, o engenheiro agrônomo Auro Pereira Pardinho, realizou a palestra “Incorporador de palha para incremento da produtividade agrícola”, detalhando os benefícios proporcionados pelo novo implemento para a cultura da cana-de-açúcar. O Incorporador de Palha foi desenvolvido pela área de Engenharia da DMB, a partir de uma sugestão do engenheiro agrônomo Dib Nunes Jr, presidente do Grupo IDEA, que estudou profundamente os impactos gerados pela palha nos canaviais.  

Entre as principais finalidades do equipamento incluem-se a redução da infestação do fungo Colletotrichum falcatum ­– que causa a doença podridão vermelha das folhas e colmos ­– e a diminuição da população de pragas, como cigarrinha-das-raízes, Sphenophorus levis, broca gigante, entre outras, que se alojam sob a palha. Para isto, o equipamento faz a incorporação dessa biomassa da cana-de-açúcar nas entrelinhas da lavoura.

O novo implemento conta também com uma adubadora, que distribui adubo e calcário para que as aplicações dos dois produtos na soqueira possam ser realizadas na mesma operação de incorporação da palha, conforme a necessidade e opção de usinas e produtores de cana. “O adubo vai ser aplicado próximo da linha da cana”, observa Auro Pardinho.

Para a utilização de calcário, o implemento adota mecanismo similar ao do Distribuidor de Adubo e Calcário – lançado pela DMB na Agrishow 2018 –, que garante a aplicação do produto com total fluidez. Esse sistema possibilita a aplicação de calcário, inclusive o de alta reatividade, de maneira eficiente e constante, sem falhas.

Segundo ele, há um interesse cada vez maior pelo uso de calcário na soqueira devido aos benefícios proporcionados por esse insumo para o desenvolvimento do canavial. Além de ser usado para a correção do pH, o calcário é uma boa fonte de cálcio e magnésio para a lavoura, possibilitando também uma melhoria na disponibilização de fósforo para a planta, o que contribui para o aumento da produtividade agrícola da cana-de-açúcar – enfatiza Auro Pardinho.

A adubadora do Incorporador de Palha possui uma caixa única de aço inox com três compartimentos: um central que tem capacidade para 600 quilos de adubo e dois laterais com capacidade para 250 quilos cada um, para o calcário de alta reatividade. Caso a opção seja não aplicar calcário, a caixa da adubadora pode ser usada exclusivamente para a distribuição de adubo.

Manejo da palha – Na realização de sua função de incorporar a palha, o novo equipamento da DMB pode ser utilizado de acordo com a opção de manejo de cada usina e produtor de cana, levando em consideração as características da área, as condições edafoclimáticas, a incidência do Colletotrichum falcatum, da cigarrinha e de outras pragas.

Em alguns casos, a melhor alternativa pode ser a retirada da palha da linha da cana, para a incorporação de toda a biomassa na entrelinha. Em outras situações, a opção de manejo pode ser a não remoção da palha da linha da cana, incorporando somente a que estiver depositada na entrelinha.

A incorporação, total ou parcial, da palha proporciona diversos benefícios para o desenvolvimento do canavial – afirmam especialistas. Em relação à incidência do Colletotrichum falcatum, por exemplo – que tem aumentado em diversas regiões canavieiras –, a incorporação reduz, de maneira significativa, a presença desse fungo nos canaviais.     

Outra consequência positiva da incorporação é a diminuição da cigarrinha-das-raízes, que tem causado grandes prejuízos em diversas lavouras de cana-de-açúcar – enfatiza Auro Pardinho.

Em sua palestra, o gerente de marketing da DMB demonstrou que os benefícios do “Incorporador de Palha” vão além do papel desempenhado pelo implemento no controle de pragas e do fungo Colletotrichum falcatum.

A incorporação transforma a palha em matéria orgânica devido à ação de microrganismos, melhorando a fertilidade do solo e a retenção de umidade. Em decorrência dessa prática, há ainda a melhora da aeração do solo, a redução da compactação e maior facilidade na infiltração de água.

A utilização do “Incorporador de Palha” cria condições para a otimização da aplicação de herbicida na soqueira, porque o produto é lançado diretamente no solo. “O efeito dele acaba sendo muito melhor em relação à aplicação sobre a palha”, compara Auro Pardinho.

O Incorporador de Palha favorecerá a utilização de produtos importantes, voltados à recuperação da fertilidade do solo, como calcário, fósforo, torta de filtro, que poderão ser incorporados até trinta centímetros de profundidade, aumentando a disponibilidade de nutrientes e melhorando o enraizamento da cana.

 A diminuição da incidência de mosca-dos-estábulos é outra consequência da incorporação, que evita o acúmulo de vinhaça sob a palha depositada na superfície do solo. A retenção desse subproduto do etanol debaixo da palha favorece o desenvolvimento da mosca-dos-estábulos.

Transtornos com incêndios também são evitados com a incorporação. Sem a palha, não há como o fogo ser disseminado, mesmo que o incêndio seja provocado ou ocorra de maneira acidental. Áreas suscetíveis a geadas tendem a apresentar, com a incorporação, menos danos em relação a locais com grande volume de palha sobre o solo.

 


Fonte: CanaOnline