Clipping

Pandemia do coronavírus aumenta adesão por tecnologias no campo

Postado em 12 de Maio de 2020

Brasil é considerado o segundo maior mercado de agricultura digital depois dos Estados Unidos

A inserção das tecnologias e dos aplicativos no campo já vinham crescendo entre os produtores rurais. No entanto, com os reflexos da pandemia do coronavírus nas relações de consumo e comercialização, essa adesão tem sido acelerada.

Frente a esse cenário, o surgimento de novas AgTechs, - startups com tecnologias que desenvolvem desde os mais modernos drones até o uso de inteligência artificial no controle e processos das lavouras -, vem se multiplicando em todo país para atender uma demanda crescente.

Segundo os especialistas, o Brasil é considerado o segundo maior mercado de agricultura digital depois dos Estados Unidos. De acordo com Mario Apollo Brito, diretor comercial da Elysios Agricultura Inteligente, AgTech que desenvolveu a primeira plataforma mobile e web focada na integração agricultores familiares, a adesão às novas tecnologias era vista como uma questão de competitividade, agora também é uma necessidade.

“O coronavírus está forçando o mundo a se reinventar e a transformação digital se consolidar. O que antes não passava de tendência acabou se tornando urgência!”

Por meio do seu aplicativo, tanto o produtor rural como o técnico podem acompanhar, da sua casa, em tempo real, o andamento da produção, além de se comunicarem e rastrearem todos os acontecimentos do cultivo. A solução criada pela AgTech gaúcha, idealizada por estudantes de agronomia e engenharia, iniciou com 20 usuários e hoje já ultrapassam os 200, sendo a maior parte produtores de fruticultura e horticultura, como por exemplo, uva, pêssego, citros, morango, banana e abacaxi, atendendo mais de 100 diferentes culturas.

“A Elysios tem como missão desenvolver ferramentas de inteligência agrícola em conjunto com produtores, técnicos e gestores. Queremos ajudar o produtor rural a ter melhores resultados em seu cultivo, ao levar maior rentabilidade, otimização do tempo e baixo desperdício de recursos, contando também com rastreabilidade do cultivo para auxiliar na comercialização dos seus produtos”, completa Apollo. De acordo com o empreendedor, o objetivo da Elysios é ultrapassar a marca de 10 mil usuários em 1 ano.

Com uma ferramenta que atende diversas necessidades do campo, do produtor rural, gestor de cooperativa ou agroindústria, o aplicativo Demetra - alusão a Deméter, deusa grega da colheita e da fertilidade -, tem sido muito requisitado por cooperativas de crédito, cooperativas de produção e agroindústrias, como Sicredi, Coomafitt e Biocitrus.

A Elysios foi umas das startups selecionadas para o “Desafio Covid-19: soluções digitais para o agronegócio”, uma iniciativa criada para promover soluções confiáveis e de alto impacto criadas por startup, que possam contribuir para os produtores e toda a cadeia produtiva no enfrentamento aos efeitos da pandemia do novo coronavírus.

O desafio lançado visa disponibilizar soluções de startups para produtores rurais por um período de dois meses, trazendo mais segurança alimentar aos consumidores e ajudando os produtores rurais no acesso à assistência técnica e gestão da propriedade. O projeto é uma parceria da Bayer, Sicredi, Orbia e o AgTech Garage.


Fonte: Elysios - retirado do Portal Notícias Agrícolas