Clipping

Pior seca em 40 anos devasta plantações de cana na Tailândia

Postado em 18 de Fevereiro de 2020

A grave seca na Tailândia devasta plantações de cana-de-açúcar, o que reduziu a produção em 50% em áreas da maior região de cultivo no nordeste do país, segundo Nutthapol Asadathorn, diretor-executivo da Thai Roong Ruang Sugar, uma das maiores usinas tailandesas.

“É a primeira vez que vejo cana morrer nos campos devido à seca”, disse Nutthapol. “A produção será muito baixa neste ano.” Ele estima a safra de cana-de-açúcar em 78 milhões de toneladas, abaixo dos 130 milhões de toneladas do ano passado.

Pattarapong Pongsawasdi, vice-diretor-gerente da Buriram Sugar, dona de usinas e plantações, prevê produção de 78 milhões a 82 milhões de toneladas. É um volume mais baixo do que estimativas divulgadas no início deste mês pela Thai Sugar Millers.

Uma seca implacável em 2019 e 2020 afetou todas as culturas da Tailândia, como cana-de-açúcar, borracha e arroz.

A produção de açúcar deve ser de 8,5 milhões a 8,8 milhões de toneladas este ano, com exportações em torno de 6 milhões de toneladas, de acordo com Pattarapong. Segundo o Ministério do Comércio, no ano passado as exportações somaram 9,7 milhões de toneladas.

Ações de produtores de açúcar tailandeses como Khon Kaen Sugar Industry e Khonburi Sugar subiram nos últimos três meses em linha com a alta das cotações globais após as previsões de colheita mais baixa.


Fonte: Bloomberg