Clipping

Ponto final: dossiê contra acordo de livre comércio com Brasil chega à Casa Branca

Postado em 4 de Fevereiro de 2021

O presidente dos EUA, Joe Biden, recebeu de representantes de ONGs ambientalistas e acadêmicos um dossiê condenando a aproximação comercial com o governo de Jair Bolsonaro, durante a gestão de Donald Trump.

O documento, obtido pela BBC Brasil, foi entregue ao diretor-sênior para o hemisfério ocidental do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Juan Gonzales. ONGs dos EUA, como Greenpeace USA e Amazon Watch, e brasileiras, como a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) assinam o dossiê.

Com críticas à política ambiental brasileira e à postura do governo Bolsonaro sobre respeito à democracia, o texto pede que Biden interrompa as negociações para um acordo de livre comércio com o Brasil.

O eventual cancelamento das negociações restringiria as possibilidades de abertura ao mercado de etanol, cujos volumes de importação lá e cá são foco de uma longa discussão entre os dois países.

Em 2019 o Brasil buscou avançar em uma negociação para aumentar o volume de etanol e açúcar de cana vendidos para os EUA. Mas no ano passado foi o governo norte-americano que conseguiu aumentar temporariamente a cota de importação de etanol brasileira para o produto dos EUA.

Na época o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou em sabatina no Senado que a aproximação com os EUA no tema buscava fortalecer a defesa do etanol como commodity global, aposta de muitos anos de autoridades brasileiras.

 


Fonte: epbr