Clipping

Preço do etanol nos postos bate recorde

Postado em 14 de Janeiro de 2020

Os preços do etanol hidratado subiram para os motoristas da maior parte dos Estados na semana passada, de acordo com levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O preço médio nacional subiu 0,35%, para R$ 3,185 o litro, o maior valor da série histórica, iniciada em 2002.

Em Goiás, na semana até o dia 11 o preço médio do etanol nos postos perdeu competitividade ante a gasolina e aumentou 0,51% na comparação com a semana anterior, para R$ 3,33 o litro, o equivalente a 70,2% do valor da gasolina. O consenso do mercado é que o etanol é economicamente mais vantajoso do que a gasolina para a média da frota flex do país quando seu preço está abaixo de 70% do valor do combustível fóssil. Porém, nos veículos mais novos, o etanol já consegue ser mais vantajoso quando a correlação de preço está em torno de 73%.

O etanol tem registrado sucessivas valorizações nas usinas conforme avança o período da entressafra, sem produção nova, e a demanda continua aquecida, já que os motoristas continuam dando preferência ao combustível renovável. Ao longo da semana passada, o etanol vendido nos postos subiu em mais Estados do que a gasolina. Foram registradas altas em 20 Estados e no Distrito Federal nos preços do biocombustível, enquanto o preço da gasolina aumentou em 15 Estados.

O preço do biocombustível continuou com mais de 30% de diferença ante a gasolina em São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso. Nos postos paulistas, a média do preço do etanol ultrapassou os R$ 3 por litro, alta semanal de 0,3%, ao passo que a gasolina ficou em R$ 4,348 o litro, ligeira queda de 0,07% na semana. Em quatro semanas, o hidratado já subiu 0,97% nos postos paulistas.

O etanol nos postos de Mato Grosso, onde a oferta é impulsionada pelas novas usinas de milho, seguiu como o mais barato do país. No Estado, a alta foi de 1,81% na semana, para R$ 2,985 o litro.

 


Fonte: Valor Econômico