Clipping

Preços do café e do açúcar se beneficiam do clima ruim no Brasil.

Postado em 28 de Junho de 2019

Os preços do café subiram esta semana, aproveitando a previsão do tempo desfavorável no Brasil, bem como os preços do açúcar, embora em menor grau, enquanto o cacau permaneceu estável. Em Londres, a tonelada de café Robusta para entrega em setembro valeu US$1.455 nesta sexta-feira às 08h00 (de Brasília), ante o US$ 1.415 na sexta-feira anterior.

Já em Nova York, a libra de Arábica para entrega também em setembro valia 106,35 centavos, acima dos 100,80 centavos da semana anterior.

Em Londres, a tonelada de café Robusta para entrega em setembro valia US$ 1,455 na sexta-feira no mesmo horário, ante o US$ 1,415 na sexta-feira anterior.

Por sua vez, em Nova York, a libra de Arábica para entrega também em setembro valia 106,35 centavos, acima dos 100,80 centavos da semana anterior.

"Os preços foram impulsionados pelas previsões de uma onda de frio nas regiões produtoras do Brasil", disseram analistas da I&M Smith. O Brasil é o maior produtor mundial de Arábica, então o clima que afeta a colheita pode elevar os preços se os investidores acreditarem que a oferta pode ser menos abundante do que o esperado.

O Brasil também é o maior produtor de cana de açúcar do mundo e "as chuvas podem atrapalhar a colheita", disse Nick Penney, corretor da Sucden.

Em Londres, uma tonelada de açúcar branco para entrega em agosto valia US$ 330,50, ante US$ 328,70 na sexta-feira anterior.

Em Nova York, a libra de Açúcar Bruto para entrega em julho valeu 12,56 centavos, ante 12,39 centavos, sete dias antes.

Por sua vez, o cacau permaneceu estável: uma tonelada para entrega em dezembro valia 1.848 libras em Londres, em comparação com 1.847 libras no final da semana anterior.

 

 


Fonte: AFP