Clipping

Preços do petróleo têm mínima de 17 anos nos EUA por coronavírus

Postado em 18 de Março de 2020

Os preços do petróleo caíam pela terceira sessão consecutiva nesta quarta-feira (18), com os futuros nos Estados Unidos tocando mínima de 17 anos à medida que restrições a viagens e medidas para isolamento social se espalham para tentar conter a disseminação do coronavírus.

O petróleo Brent recuava US$ 1,05, ou 3,65%, a US$ 27,68 por barril, às 8h26 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía US$ 1,61, ou 5,97%, a US$ 25,34 por barril.

Mais cedo, o Brent tocou o menor nível desde o início de 2016, a US$ 27,56, enquanto o WTI chegou a tocar 25,06 dólares, menor nível desde o fim de abril de 2003.

A última vez em que o petróleo nos EUA chegou a esse nível foi quando os Estados Unidos invadiram o Iraque e a China havia apenas iniciado sua ascensão como potência global que impulsionou o consumo de petróleo para níveis recordes nos anos seguintes.

"O colapso na demanda por petróleo devido à propagação do coronavírus parece cada vez maior", disse o Goldman Sachs em nota, projetando que o Brent pode cair a até 20 dólares por barril no segundo trimestre, um nível não visto desde o início de 2002.

O banco espera uma contração na demanda de 8 milhões de barris por dia no final de março e uma queda anual em 2020 de 1,1 milhão de bpd, o que afirma que seria a maior já registrada.

 


Fonte: Reuters