Clipping

Prejuízos anuais com o complexo de pragas da cana podem chegar a R$ 10,86 bilhões

Postado em 24 de Junho de 2019

O 15º Insectshow apresentará as melhores soluções e casos de sucesso no controle de pragas da cana

A cana-de-açúcar é diariamente atacada por mais de 1.300 espécies de insetos ao redor do globo. No Brasil, a estimativa é que existam cerca de 30 pragas chave com elevados índices de dano econômico, espalhadas em mais de nove milhões de hectares. Pragas que, caso não controladas, podem causar um prejuízo anual ao setor de R$ 10,86 bilhões.

Entre as principais, destacam-se a broca-da-cana (Diatraea saccharalis), a cigarrinha-das-raízes (Mahanarva fimbriolata), o Sphenophorus levis e os nematoides. “Juntas, essas pragas estão dizimando os canaviais por onde passam, pois são perigosos adversários da produtividade agrícola. Agem em silêncio durante as 24 horas do dia e se multiplicam em espantosa velocidade, sendo que, quando nos damos conta, já tomaram parte da produção e comeram os lucros”, afirma o consultor Dib Nunes Jr., presidente do Grupo IDEA.

Segundo ele, nos últimos anos, a infestação de pragas da cana aumentou drasticamente, resultado de vários fatores, como novo ambiente de produção (com a extinção da queima pré-colheita); formação de canaviais com mudas infestadas e corte nos investimentos em monitoramento e controle em decorrência da crise instaurada no setor. “Aumentar a produtividade é condição básica para quem quer ter o caixa no azul. Dessa forma, não dá para negligenciar o controle de pragas.”

A boa notícia é que não faltam soluções para eliminar ou ao menos minimizar bastante a incidência dessas invasoras. Além de um amplo e eficaz portfólio de inseticidas, o Brasil é detentor do maior programa de controle biológico do mundo. São mais de 3 milhões de hectares onde se utiliza inimigos naturais (Cotesia flavipes e Trichogramma galloi) para o controle da broca-da-cana e inseticidas à base de Metarhizium anisopliae para o controle da cigarrinha-das-raízes. Recentemente, também chegaram ao mercado nacional as primeiras variedades de cana geneticamente modificadas do mundo, cuja principal característica é a resistência à broca-da-cana.

Realizado anualmente pelo Grupo IDEA, em Ribeirão Preto/SP, o Insectshow é um evento que reúne as melhores e mais recentes tecnologias de controle de pragas da cana-de-açúcar. Não é à toa que ele é considerado o maior seminário do mundo sobre o tema. Em 2019, o evento chega a sua 15º edição e, ao longo dos dias 17 e 18 de julho, levará ao público informações e conteúdos atualizados sobre o combate à essas invasoras. Além de uma atualização de conhecimentos, o Insectshow também é um local de valioso networking. Na edição deste ano, são esperadas mais de 700 pessoas, entre produtores de cana, profissionais de usinas, pesquisadores, consultores e executivos de empresas ligadas ao segmento.

Segundo o diretor do Grupo IDEA, o seminário conta com nomes renomados do setor para falar sobre as pragas da cana, um assunto de extrema importante para os produtores da área. “O evento é para os profissionais que querem ver qualidade na produção da cana-de-açúcar, com canaviais limpos para o seu desenvolvimento”, afirma Dib Nunes Jr.

O 15º Insectshow terá, ainda, a participação de um convidado especial: Nicholas Vital, jornalista e autor do livro "Agradeça aos agrotóxicos por estar vivo", que desmistifica inverdades, como a de que o brasileiro consome cerca de 5,2 litros de agrotóxicos por ano juntamente com os alimentos.

As inscrições para o 15º Insectshow já estão abertas e podem ser realizadas através do site: https://insectshow.ideaonline.com.br/.

Por Luciana Paiva

 

Serviço

15º Insectshow - Seminário sobre o Controle de Pragas da Cana

Data: 17 e 18 de julho de 2019

Local: Centro de Eventos do Ribeirão Shopping - Ribeirão Preto/SP

Mais informações: (16) 3211-4770 - E-mail: eventos@ideaonline.com.br 

Inscrições: https://insectshow.ideaonline.com.br/

 


Fonte: Assessoria CanaOnline