Clipping

Pressionado com baixa do petróleo, preços do açúcar caem mais de 30 pontos em NY

Postado em 27 de Fevereiro de 2020

Os preços do açúcar recuaram mais de 30 pontos na bolsa de Nova York, nessa quarta-feira (26). Os contratos com vencimento para março/20 fecharam em 14.79 centavos de dólar por libra-peso, 36 pontos a menos que a véspera. Na tela maio/20 os papéis fecharam em 14.54 centavos de dólar por libra-peso, queda de 20 pontos. Os demais contratos desvalorizaram entre 12 e 15 pontos.

Ontem, os preços do petróleo atingiam o menor valor desde janeiro de 2019. De acordo com a Reuters, "valores mais baixos da energia podem encorajar usinas de cana do Brasil a produzir mais açúcar, e consequentemente menos etanol". A agência de notícias publicou ainda que "operadores dos mercados de açúcar continuam preocupados com os crescentes déficits para esta temporada e para a próxima, com a produção em queda em países como Tailândia e Índia".

Em Londres a commodity também fechou no vermelho em todos os lotes da Ice. No vencimento maio/20 a tonelada foi negociada em US$ 405,80, baixa de 6,90 dólares no comparativo com a véspera. Nos demais vencimentos a desvalorização oscilou entre 4,80 e 8,40 dólares a tonelada.

Mercado doméstico

Nessa quarta-feira (26), em São Paulo, a saca de 50 kg de açúcar cristal fechou em R$ 81,09, pelo indicador Cepea/Esalq, da USP. Houve valorização de 0,55% quando comparado ao valor da sexta-feira (21), último valor mensurado devido ao feriado de carnaval.

Etanol

O indicador diário do etanol hidratado, medido pela Esalq/BM&FBovespa, posto Paulínia, fechou em R$ 2.211,00 o metro cúbico, alta de 0,20% perante a última mensuração (21/02).

 


Fonte: Agência UDOP de Notícias