Clipping

Produção de açúcar deve aumentar 43%

Postado em 1 de Dezembro de 2020

Quantidade de cana moída na primeira quinzena de novembro deve totalizar 17,91 milhões de t

A produção de açúcar na primeira quinzena de novembro na região Centro-Sul do Brasil deve totalizar 1.134 mil toneladas, um aumento de 43% ano a ano, de acordo com as expectativas de consenso de analistas consultados pela S&P Global Platts no final do mês passado. Este seria o maior volume de açúcar produzido em qualquer primeira quinzena de novembro desde a safra CS 2017-18, quando 1.255 mil toneladas foram produzidas.

“Considerando essa expectativa de produção no período, a produção acumulada desde 1º de abril pode chegar a 37,54 milhões de toneladas, um aumento de 44% no ano. A quantidade de cana moída na primeira quinzena de novembro deve totalizar 17,91 milhões de toneladas, uma queda de 9,9% em relação ao ano anterior”, de acordo com a pesquisa da S&P Global Platts. 

Se confirmado, o volume será o menor desde a safra 2007-08, quando 17,53 milhões de toneladas foram moídas no mesmo período: “Devido ao clima seco, a safra de cana na região Centro-Sul tem progredido em um ritmo mais acelerado do que no ano anterior, refletindo o pequeno volume deixado em terras nos últimos meses do ano. Confirmadas estas previsões, a moagem acumulada de cana na safra 2020-21 será de 582,82 milhões de toneladas”.

“Considerando a moagem total de cana estimada pela Platts Analytics em 600 milhões de toneladas, esse número acumulado representaria 97,14% da safra já colhida. Dos 10 analistas pesquisados, a estimativa de moagem de cana variou de 16,4 milhões de toneladas a 20,3 milhões de toneladas. Os analistas ouvidos pela Platts esperam uma média de dois dias de paralisações de moagem no período analisado, atribuídas em grande parte às chuvas”, apontam os analistas.

 


Fonte: Agrolink