Clipping

Produção de açúcar na Índia caiu 30% nos primeiros três meses da safra

Postado em 6 de Janeiro de 2020

A produção de açúcar na Índia somou 7,8 milhões de toneladas nos primeiros três meses desta safra 2019/20 (outubro a dezembro), segundo boletim da Associação das Usinas de Açúcar do país (Isma). O volume foi 30,2% menor que no mesmo período do ciclo anterior.

Principal região produtora de cana da Índia, o Estado de Maharashtra respondeu por 1,7 milhão de toneladas, ante 4,5 milhões no mesmo trimestre da temporada 2018/19. A Isma informou que o teor sacarose na cana (ATR) colhida registra redução em função de inundações. “A cana perdeu parte da sua sacarose porque ficou encharcada por um tempo”, disse.

Já em Uttar Pradesh, segundo maior Estado produtor do país, o volume atingiu 3,3 milhões de toneladas no intervalo, ante 3,1 milhões um ano antes. Em Karnataka, houve queda de 2,1 milhões para 1,6 milhão de toneladas.

A razão para a queda na oferta em Maharashtra e em Karnataka foi o atraso no início da moagem de cana, tendo em vista que ambas as regiões produtoras foram as mais afetadas por alagamentos no período de monções. Com isso, devem ter uma queda na área plantada com cana de 30%.

Nesse contexto, o número de usinas processando cana em 31 de dezembro de 2019 na Índia também estava menor: 437, ante 507 no fim de 2018.

A Isma prevê que a produção de açúcar alcançará 26,9 milhões de toneladas em toda a temporada 2019/20, 25% menos que em 2018/19 (33,2 milhões).

 


Fonte: Valor Econômico